Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270539
Type: TESE
Title: Folha de S. Paulo : da produção de sentidos acerca da guerra do Iraque
Title Alternative: Folha de S. Paulo : meaning production processes on Iraq war
Author: Lopes, Maraisa, 1984-
Advisor: Pfeiffer, Cláudia Regina Castellanos, 1970-
Abstract: Resumo: Esta pesquisa inscreve-se na perspectiva da Análise de Discurso de linha francesa e investe na compreensão de como a Guerra do Iraque se torna notícia ou quais/como os processos discursivos sustentam a configuração de fatos enquanto notícias, uma vez que não há uma relação evidente entre linguagem/ mundo. E mais especificamente, buscamos compreender os processos de produção de sentidos em jogo no discurso do jornal Folha de S.Paulo acerca da Guerra do Iraque, nas notícias publicadas no Caderno Mundo, no período de 19 de Março de 2003 a 10 de Abril de 2003. Partimos do pressuposto da Análise de Discurso de que todo discurso é constituído ideologicamente e, portanto, o caráter de neutralidade do discurso jornalístico é ilusório (ORLANDI, 2003). Além disso, trabalhamos com a compreensão de que a constituição da instituição 'jornal' se dá em uma relação com um 'poder dizer' marcado pela censura (MARIANI, 1999). Essa relação instaura uma memória discursiva no funcionamento da instituição jornalística. Nosso dispositivo teórico repousa nas noções correntes da AD, mais propriamente, naquelas postuladas por Pêcheux, Henry, Guilhaumou, Maldidier, Orlandi e, recorremos a Mariani e Silva para tangenciar as questões relativas ao discurso jornalístico. Compreendemos em nossa pesquisa as condições de produção do conflito no Iraque e as de sua textualização na Folha de S.Paulo. A constituição das posições-sujeito a partir das quais as notícias são produzidas também foi foco de nossa investigação; no trabalho com nosso material, nos deparamos com as posições-sujeito jornalistas no Brasil e jornalistas fora do Brasil, lugares que nos permitiram compreender diferentes funcionamentos quanto às regularidades nos textos estudados e mais, duas posições a partir das quais se enuncia - o superficialmente favorável às ações dos EUA e o superficialmente contrário a essas ações. Pensar o discurso jornalístico impõe que pensemos também uma questão de memória, um já dito que constitui todo o dizer; nas notícias analisadas nota-se um trabalho de atualização dos acontecimentos da Guerra do Golfo, das Cruzadas, das Guerras Imperialistas e das Missões, além disso, a presidência de Bush Pai e sua relação com o filho são retomadas. Ainda debruçamo-nos sobre o modo como a Guerra e seus participantes - Bush, Saddam e os civis de ambos os países - são significados; nesse trabalho, compreendemos um forte batimento entre bem x mal. Considerando todos os efeitos de sentido observados em nossa pesquisa, compreendemos uma forte polarização entre EUA x Iraque criada, ou melhor, reiterada pela produção da Folha de S. Paulo.

Abstract: This research is based on the perspective of the French discourse analysis and invests on the understanding of how the Iraq War becomes news or what / how the discursive processes support the configuration of facts as news, since there is no clear relation between language/ world. And more specifically, we try to understand the processes of meaning production in Folha de S. Paulo discourse on Iraq War, through the news published in the Caderno Mundo, in the period from March, 19th 2003 to April, 10th 2003. We work on the discourse analysis assumption that all discourse is constituted ideologically and, therefore, the character of neutrality in the journalistic discourse is illusory (ORLANDI, 2003). Moreover, we deal with the comprehension that the establishment of the institution 'newspaper' occurs in relation to 'what can be said' marked by the censorship (MARIANI, 1999). This relationship establishes a discursive memory to the functioning of the journalistic institution. Our theoretical dispositive is based on the current concepts of DA, more specifically, those proposed by Pêcheux, Henry, Guilhaumou, Maldidier, Orlandi, and, we also appeal to Mariani and Silva to touch the issues related to the journalistic discourse. It was possible to understand through our research the production conditions of the conflict in Iraq and those of its textualization in the Folha de S. Paulo. The constitution of subject-positions from which the news is produced was also the focus of our investigation; working with our material, we faced the subject-positions journalists in Brazil and journalist out of Brazil, places that have enabled us to understand different functioning to what is concerned to the regularities in the texts studied and more, two positions from which the utterances are made - the superficially favorable to U.S. actions and the superficially opposed to such actions. Thinking the journalistic discourse also requires thinking about a memory question, something that has already been said and ends up composing all the saying; analyzing the news it is possible to observe an updating job of happenings of the Gulf War, the Crusades, the Imperialist Wars and the Missions, as well, the Father Bush presidency and his relationship with his son are included. Still, we work on the way the war and its participants - Bush, Saddam and the civilians of both countries - are meant; in this paper, we could understand a strong beating between the good x the bad. Considering all meaning effects observed in our research, we could understand a strong polarization between U.S. x Iraq created, better saying, reiterated by the production of Folha de S. Paulo.
Subject: Análise do discurso
Discurso jornalistico
Folha de São Paulo (Jornal)
Polarização
Iraque, Guerra do, 2003
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2009
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lopes_Maraisa_M.pdf3.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.