Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270531
Type: TESE
Title: Hilda Hilst - Respiros : uma experiência de divulgação
Title Alternative: Hilda Hilst - Respiros : an experience of divulgation
Author: Alves, Mariana Garcia de Castro, 1980-
Advisor: Dias, Cristiane Pereira, 1974-
Abstract: Resumo: O trabalho a seguir trata da exposição HILDA HILST - RESPIROS, realizada em 2010, na Universidade Estadual de Campinas. A mostra foi composta de desenhos da escritora em diálogo com trechos de sua literatura. Teve o objetivo de produzir uma leitura poética da obra. Aqui apresentamos essa experiência de divulgação e refletimos sobre a produção literária de Hilda Hilst em relação à sua produção iconográfica. A poeta desenhava quando o exercício da escrita se lhe tornava pesado, e assim, traçava no papel suas atribulações para "dar uma respirada". Como um convite à leitura, esta dissertação toca nos sentidos em torno de Hilda Hilst nas relações entre obra, autor e público. Apesar do reconhecimento de crítica, atingindo excelência nos três gêneros, sua obra ainda é pouco conhecida, o que poderia ser atribuído a muitos fatores, entre eles a reiteração do mito da artista excêntrica. Este trabalho traça uma geografia hilstiana e, no campo da divulgação, aposta na materialidade de seus desenhos como espaço de produção de sentidos outros em Hilda Hilst

Abstract: This essay deals with the exhibition HILDA HILST - RESPIROS, presented in 2010 at Universidade Estadual de Campinas, in Brazil. The exposure consisted of drawings of the writer in dialogue with parts of her literature. The purpose of the exhibition was to make a poetic reading of her work. Here we present the experience of the disclosure and we think about the literary production of Hilda Hilst in relation to her iconographic production. The poet used to draw when the writing exercise was hard, so she used to draw to "take a breath", "dar um respiro", in Portuguese. As an invitation to read, this work brings thoughts about the senses between work, author and public. She achieved excellence in all the three genres but, in spite of the critical recognition, her work remains unknown. This could be attributed to many factors, including the reiteration of the myth of the eccentric artist. In the field of dissemination, this paper describes a "hilstian geography" and bets on the materiality of her drawings as a place of production of other senses in Hilda Hilst
Subject: Hilst, Hilda, 1930-2004 - Crítica e interpretação
Exposições
Literatura
Desenhos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Alves_MarianaGarciadeCastro_M.pdf14.31 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.