Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270520
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Sociedade do tagarelar : as vozes (mudas) da divulgação científica no twitter
Title Alternative: Society chatter : the voices (seedlings) of scientific twitter
Author: Couto, Olivia Ferreira do, 1987-
Advisor: Dias, Cristiane Pereira, 1974-
Abstract: Resumo: Compreender o modo de enunciação da subjetividade no espaço digital é um caminho para entender a maneira como a sociedade se configura atualmente, pretendemos explorar nosso corpus impelidos por inquietações que nos são recorrentes. Nesse sentido, elegemos o Twitter como um território a ser descoberto, um fervilhar de sentidos, um caminhar por entre corpos, palavras, gestos, textualizações em 140 caracteres que nos deslocam para outro lugar de produção das "coisas a saber", da própria informação. Uma ambiência que transborda/esvazia, que se tece nesse jogo da contradição e nos remete a questionamentos outros por/entre as bordas da lingua-gem. O que muda na constituição do sujeito na twittosfera? Que deslizamentos são possíveis nes-se tempo real? De que modo essas twittadas repercutem na sociedade/no espaço da internet? Que língua é essa em 140 caracteres? O que pode a divulgação científica nesse espaço? Não preten-demos buscar respostas a tais questionamentos, o que ambicionamos é esgaçar os limites discur-sivos do ciberespaço, as fronteiras que se resvalam da/na constituição do sujeito à/na configura-ção do Twitter, pensando no atravessamento do político, no constante movimento de incompletu-de da linguagem, no modo como se dá a organização social dentro e fora do site. Há marcas no site que nos permitem pensar no alhures, o invisível, o irrealizado, o impossível, possibilidade de passagem de um mundo para outro? Onde está a fronteira, o limite? Ser sujeito é estar sujeito ao significante na história... E é aí que nos interessa o deslocamento, que está naquilo que não sabe-mos para aonde vai....

Abstract: Understand the mode of enunciation of subjectivity in the digital space is a way to understand the way society is set up now, we want to explore our corpus driven by concerns that are recurrent us. In this sense, we elect Twitter as a territory to be discovered, a swarm of mean-ings, a walk among bodies, words, gestures, in 140 characters we move to another place of pro-duction of the "things to know" the information itself . An ambience that overflows / empties, which is woven in this game and the contradiction leads us to other questions by / between the borders of language. What changes in the constitution of the subject in twittosfera? That slips are possible in real time? In what respect such tweets reverberate in society / the internet in space? What language is this in 140 characters? What can the scientific disclosure in this space? We do not intend to seek answers to these questions, what we aspire is to break the boundaries of cyber-space discursive, the boundaries that slip of / in the constitution of the subject / in configuring the Twitter, thinking about crossing of the politician, the constant movement of incompleteness of language , in the way it gives the social organization within and outside the site. There are marks on the site that allow us to think of elsewhere, the invisible, the unfulfilled, the impossible, possi-bility for transfer from one world to another? Where is the border, the boundary? Being subject is subject to be signifier in the history ... And that's where we are interested in the movement, which is what we do not know where it goes ....
Subject: Análise do discurso
Divulgação científica
Twitter
Internet
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Couto_OliviaFerreirado_M.pdf2.26 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.