Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270513
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: A concordancia em comp no renano-palatino : uma interpretação teorica dentro do minimalismo
Author: Schlachter, Eva Maria
Advisor: Galves, Charlotte, 1950-
Abstract: Resumo: o assunto deste trabalho é o fenômeno da concordância em Comp, fenômeno que caracteriza os dialetos do holandês e do alemão. Ele apresenta alguns dados do renano-palatino, dialeto no sudoeste da Alemanha, que até agora não foram descritos. Para a interpretação dos dados, eu parto da teoria lingüística desenvolvida no Programa Minimalista de Chomsky (1993). Assumo que, com a suposição de mais um núcleo funcional AgrC entre CP e AgrS, consegue-se explicar os dados do renano-palatino, sem precisar da idéia do movimento deAgrS para C. No núcleo dessa projeção AgrC se encontra o clítico de sujeito e no seu especificador, o morfema flexional da concordância. AgrC está ligado ao sistema CP que é dividido em duas projeções: a dos elementos- Wh (WhP) e a das topicalizações (TopP). Assumo uma relação entre o preenchimento da primeira posição da sentença e o movimento do verbo: os elementos nas projeções de Top e Wh determinam a especificação de AgrC com respeito a seus traços-V. Nas topicalizações e perguntas matrizes, o verbo sobe para AgrC, que, neste caso, tem traços- V fortes. Nas subordinadas, AgrC será especificado por traços- V fracos, motivado pela ocorrência de algum complementizador na posição de núcleo da projeção inicial. Como resultado, o verbo não sobe. Nas sentenças com sujeito inicial. o sistema CP não é ativado; o verbo pára em AgrS. A tese, portanto, assume a análise assimétrica da estrutura do alemão (IP e CP). A apresentação da proposta central está ligada à discussão de questões mais gerais como a da caracterização de C no alemão e da possibilidade de sua recursividade. O último capítulo problematiza a aparente as simetria entre sentença principal e subordinada

Abstract: The theme of this study is the phenomenon known as complementizer agreement which characterizes the dialects of Dutch and German. I will present a few facts of rheinpfdlzisch, a dialect from the southwest of Germany, which has not been described yet. In order to interpret these facts, I will use the linguistic theory as it has been developed in the Mimimalist Program by Chomsky (1993). The assumption of one more functional category AgrC between CP and AgrS will explain the examples with complementizer agreement without using the hypothesis which argues in favour of a movement of AgrS to C. The head of the projection AgrC is occupied by the subject clitic and its specifier by the agreement morpheme. AgrC is related to the CP system which is subdivided into two projections: one for the Wh-elements (WhP) and one for topicalizations (TopP). I am assuming a relation between the realization of the first position of the sentence and the movement of the verb: the elements in the Top- and Wh projections detefll1ine the specification of AgrC with respect to its V -features. In topicalizations and matrix questions the verb moves to AgrC which in this case has strong V-features. In the subordinate sentences, AgrC is characterized by weak V-features, caused by the occurence of a complementizer in the head position of the initial projection. This results in the fact that the verb does not move. In sentences that begin with the subject, the CP system is not activated, the verb stops in AgrS. This study therefore assumes the asymmetric analysis of German (IP and CP). I tend to relate the central suggestion of complementizer agreement with the discussion of more general questions like the characterization of the category C in German and the possibility of its recursion. The last chapter deals with the apparent asymmetry between matrix .and subordinate clauses
Subject: Concordancia (Linguistica)
Gramática comparada e geral - Sintaxe
Lingua alemã - Sintaxe
Gramática gerativa
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: SCHLACHTER, Eva Maria. A concordancia em comp no renano-palatino: uma interpretação teorica dentro do minimalismo. 1995. 136 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/270513>. Acesso em: 20 jul. 2018.
Date Issue: 1995
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Schlachter_EvaMaria_M.pdf16.43 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.