Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270386
Type: TESE
Title: Um quilombo na mídia : um estudo discursivo da Revista Raça Brasil
Author: Brasileiro, Yara Brito
Advisor: Lagazzi, Suzy, 1960-
Abstract: Resumo:Objetivamos, na realização deste trabalho, compreender os processos discursivos instaurados pela revista RAÇA BRASIL - uma publicação dirigida aos negros brasileiros. Sustentados pelos princípios teórico-metodológicos da Análise do Discurso (AD), mobilizamos conceitos teóricos como interdiscurso - entendida em AD como memória discursiva -, efeito-leitor e, como princípio essencial à prática analítica, o conceito de forma material. Na conjugação dessas questões teóricas, foi-nos possível estabelecer um lugar constitutivo de configuração da revista RAÇA BRASIL: ser uma revista, como tantas outras falar de moda, beleza, estética de maneira geral, mas também, pelo fato de recortar como seus leitores os negros brasileiros, se inserir em toda uma memória de luta do povo negro e, por isso, apresentar-se como militante. Questão que nos fez perguntar pela relação entre a militância e a "materialidade revista". Compreendemos, no percurso analítico, que na reivindicação de direitos para o negro há um deslocamento do discurso étnico para o discurso da cidadania: reivindica-se uma relação de igualdade entre cidadãos de uma mesma nação. Fato que nos permitiu dar visibilidade à relação entre a memória brasileira - repudiada enquanto escravidão e evocada enquanto sustentáculo da formação do país - e a memória africana - que traz os sentidos de liberdade e de realeza. Compreendemos, também, que a reivindicação de direitos para o negro enquanto sujeito brasileiro é formulada na relação com a necessidade de sua visibilidade. Visibilidade que sustenta o processo de identificação como busca de adesão para a luta e cuja textualização interpela o leitor, como condição de sua auto-estima, a se projetar no lugar da beleza, do sucesso, da reação ao racismo e de consumidor, produzindo aí o efeito-leitor. Levando em consideração a "materialidade revista", mostramos a importância dos assuntos ligados à estética em RAÇA BRASIL e a necessidade de nos despojarmos do que consensualmente entendemos como assuntos sérios para pensar um outro tipo de militância. No caso do negro, pautada por um discurso de valorização do corpo. Ainda que apresentando um ponto contornado - o cabelo -, mostramos que a pele negra passa a ser símbolo de beleza e adquire voz no discurso da estética. Essas compreensões nos mostram que a revista RAÇA BRASIL se constitui como um importante lugar de formulação e de circulação de sentidos outros para o negro que não aqueles estereotipados pela memória do dizer

Abstract: In the accomplishment of this study, we have aimed at understanding the discursive processes established by the magazine RAÇA BRASIl - a publication addressed to Afiican-Brazilians. Supported by theoretical and methodological beginnings of the Discourse Analysis, we mobilized theoretical concepts as interdiscouse ¿ understood in Discourse Analysis as discourse memory, reader-effect and, as essential beginning to the ana1ytical practice, the concept of material formo In the conjugation of those theoretical subjects, we could establish a constituent place of configuration of the magazine RAÇA BRASil.-: it is a magazine, it talks about fashion, beauty, aesthetics in a general way, like other magazines, but also, for the fact of cutting out the African-Brazilians as their readers, in order to insert them in a entire memory of fight of the black people and, because of that it presents itself as militant. This subject made us question about the relationship between the militancy and "magazine materiality". W e have understood, in the analytical course, that in the c1aim of rights for the black, there is a displacement of the ethnic discourse toward the discourse of the citizenship: a relationship of equality between citizens of a same nation is required. This fact allowed us to give visibility to the relationship among the Brazilian memory ¿ rejected whi1e slavery and evoked whi1e support of the formation of the country - and the Afiican memory - that brings the senses of fteedom and royalty. We have also understood that the c1aim of rights for the black whi1e Brazilian subject is formulated in the relationship with the need of his/her visibility. Visibility that sustains the identification process as adhesion search for the fight and whose '1extualization" is submitted to the reader, as condition of his/her self-esteem, being projected in the place of the beauty, the success, the reaction to racism and the position of consumer, producing at this moment the reader-effect. Taking into account the "magazine materiality", we showed the importance of the subjects related to the aesthetics in RAÇA BRASIL, and the need of depriving ourselves of what we have understood in a consensus as serious issues to think of other kind of militancy. In the case of the Afiican-Bazilians, it is ruled for a discourse of valorization of the body. Although presenting an outlined point - the hair - we have shown that the black skin has become the beauty symbol and it acquires voice in the discourse of aesthetics. Those understandings have shown us that the magazine RAÇA BRASIL constitutes as an important formulation and circulation place of other senses for the Afiican-Brazilans instead ofthose stereotyped ones by the memory ofthe saying
Subject: Análise do discurso
Racismo
Negros
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2003
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Brasileiro_YaraBrito_M.pdf4.81 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.