Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270215
Type: TESE
Title: Si la geste ne ment = historicidade e ficcionalidade nas narrativas arturianas medievais
Title Alternative: Si la geste ne ment : historicity and fictionality in medieval Arthurian narratives
Author: Cesila, Juliana Sylvestre da Silva
Advisor: Vieira, Yara Frateschi, 1939-
Abstract: Resumo: A literatura arturiana tem início no século XII, mais precisamente com a Historia Regum Britanniae (1135-1138), em que o clérigo Geoffrey de Monmouth traça o perfil do principal personagem das lendas bretãs: o rei Artur. No entanto, a obra de Monmouth não foi aproveitada somente pelos autores que se valeram da Matéria de Bretanha para idealizar seus relatos de aventuras, caso dos romans de Chrétien de Troyes, por exemplo: ela também passou a ser utilizada como fonte histórica para relatos que foram ora lidos como livros de história ora classificados como ficção. A partir de textos arturianos dos séculos XII, XIII e XIV, este trabalho pretende determinar se é possível deduzir da sua análise uma clara distinção entre os conceitos de história e de ficção. Para tanto, examinou-se uma série de obras - das quais participam, em algum momento, Artur e seus cavaleiros -, a fim de realizar um levantamento e uma discussão das passagens em que os diversos autores refletem sobre os fatos passados e sua veracidade, levando-nos ao que poderíamos chamar uma melhor compreensão dos significados dos conceitos de ficção e de história na Idade Média.

Abstract: The beginnings of Arthurian literature can be found on the twelfth century, with the Historia Regum Britanniae (1135-1138), where the profile of the most important character of the British legends, King Arthur, was delineated by its author, the cleric Geoffrey of Monmouth. His text, however, was not used only for the purpose of creating adventures' narratives, such as, for example, Chrétien de Troyes' romans. The Historia Regum Britanniae was also a historical source for others texts which have thereafter been sometimes read as history, sometimes classified as fiction. Based on Arthurian texts written during the 12th, 13th, and 14th centuries, this thesis seeks to determine whether it is possible to draw from their analysis a clear distinction between the concepts of history and fiction. A corpus of Arthurian texts was chosen and examined, in order to identify and discuss those passages where their authors comment on the past and its veracity, leading us, we hope, to a better understanding of the meanings of the concepts of history and fiction in the Middle Ages.
Subject: Arthur, Rei - Ficção
Idade Média
Idade Média - Historiografia
Literatura medieval
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cesila_JulianaSylvestredaSilva_D.pdf1.06 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.