Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270136
Type: TESE
Title: Os itinerários do desassossego = análise comparada da obra contística de Haroldo Conti
Title Alternative: The paths of the restlessness : comparative analysis of Haroldo Conti's short stories work
Author: Tordin, Giseli Cristina
Advisor: Gárate, Miriam, 1960-
Gárate, Miriam Viviana, 1960-
Abstract: Resumo: Haroldo Pedro Conti (1925-1976?) nasceu na cidade de Chacabuco, na província de Buenos Aires. Colaborador da revista Crisis, professor de latim, roteirista e premiado em 1975 pela revista Casa de las Américas, Conti teve sua produção literária interrompida quando foi sequestrado no começo da ditadura militar argentina. Ainda hoje figura na lista de desaparecidos políticos. Devido a este histórico, é comum a fortuna crítica realizar uma leitura da obra de Conti enfatizando mais o viés político e menos o estético. A este desequilíbrio soma-se outro: Conti ainda é um escritor pouco estudado. À guisa de exemplo, o volume de contos completos de Haroldo Conti foi lançado pela primeira vez apenas em 1994, ou seja, depois de quase vinte anos do término da ditadura militar argentina. No Brasil, Conti é ainda mais desconhecido: somente um romance - Mascaró, El cazador americano - foi traduzido ao português. Na tentativa de expandir as leituras da obra de Haroldo Conti, o objetivo desta dissertação é analisar comparativamente os contos do escritor argentino com contos brasileiros. Para tanto, privilegiou-se, além da cronologia - contos brasileiros pertencentes ao mesmo período em que Conti escreveu sua obra contística, entre os anos de 1960 e 1970 -, o aspecto geral da trama, comum a todas as narrativas analisadas: o amor dos protagonistas ou narradores por outrem - um pai, um tio ou um irmão - e o desejo de, na recordação, criar um vínculo com este outro e realizar a constituição de si enquanto sujeito. As narrativas brasileiras que compuseram a análise - "A terceira margem do rio" (Guimarães Rosa), "As voltas do filho pródigo" (Autran Dourado) e "Frio" (João Antônio) - permitiram uma maior compreensão daquilo que move as personagens contianas e como estas constroem o "esforço por existir". Para realizar esta "descoberta de si", elas precisam aprender a enxergar, a partir do outro, a presença de um mundo antes não sensível aos olhos. Através das "pequenas percepções" que se instalam gradualmente nestas personagens, elas tentam recuperar não apenas o espaço-tempo que ficou para trás, senão o encontro com o outro: um encontro que não se deu em vida e que tem, através da memória, a última chance de ocorrência.

Abstract: Haroldo Pedro Conti (1925-1976?) was born in the city of Chacabuco, which belongs to the state of Buenos Aires. Conti was a collaborator of the Crisis' magazine, a Latin teacher, a scriptwriter and a Casa de las Américas' magazine award-winning in 1975. In the beginning of the Argentinian military dictatorship, the literary production of Conti was interrupted because he was kidnapped, belonging to the list of political missing persons. Due to this historical fact, some studies on Haroldo Conti's work have emphasized more the political aspects than the aesthetic ones. Besides this fact, Conti is still a writer, whose work is insufficiently studied. For example, the complete short stories of Haroldo Conti were published for the first time just in 1994, almost twenty years after the end of the Argentinian military dictatorship. In Brazil, Conti is still very unknown: only a romance named Mascaró, el cazador Americano is translated to Portuguese. Considering the attempt to expand the readings of Haroldo Conti's work, this dissertation aims to analyze the Argentinian writer's short stories compared to the Brazilian ones. To do so, besides the chronology (the Brazilian short stories belong to the same period as Conti's work, in 1960's and 1970's) it is important to analyze the general aspect of the plot, common to all narratives: the protagonists' or narrators' love for somebody - a father, an uncle or a brother - and their desire to create a bond with this other result to the constitution of itself. The Brazilian narratives, "A terceira margem do rio" (Guimarães Rosa), "As voltas do filho pródigo" (Autran Dourado) and "Frio" (João Antônio), allowed to understand how the Conti's characters build the "effort of existing". In order to accomplish this "discovery of itself", the characters need to learn how to see (considering the vision of the other) a world whose presence was not sensitive to their eyes. Because of the "small perceptions" gradually settled in these characters, they try to not just pick up the space-time that was left behind, except the meeting with the other: a meeting that did not happen, but it has the last chance to occur through the memory
Subject: Contos argentinos
Contos brasileiros
Memória
Metáfora
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Tordin_GiseliCristina_M.pdf942.25 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.