Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/270065
Type: TESE DIGITAL
Title: A tradução como obra : relações entre a leitura bermaniana do conceito romântico de obra de arte e sua reflexão sobre tradução
Title Alternative: Translation as work of art : Antoine Berman's reading of the romantic concept of work of art and his reflections on translation
Author: Petry, Simone Christina, 1971-
Advisor: Siscar, Marcos, 1964-
Siscar, Marcos Antonio, 1964-
Abstract: Resumo: O objetivo geral deste trabalho é apresentar a noção de tradução como obra, nos termos em que essa noção é desenvolvida no contexto da obra crítica e teórica do pensador francês Antoine Berman, dando-se ênfase à discussão de duas linhas de força que formarão seus principais pressupostos: uma visão particular da crítica e da obra de arte, tributária de sua leitura e compreensão do ideário romântico alemão; e sua experiência na América Latina, onde, entre 1970 e 1975, Berman foi fortemente impactado tanto por certos aspectos do movimento peronista quanto por certas manifestações tradicionais da convivialidade, que o autor vivenciou junto ao povo argentino na época. A partir disso, será apresentada uma discussão do modo como essa matriz romântica vai se deixando contornar, aos poucos, por uma ética da convivência, elaborada a partir de sua experiência latino-americana, e de suas implicações tanto para um redimensionamento da noção de autonomia da tradução literária e de seu estatuto crítico quanto para a reconsideração do lugar da tradução no contexto francês no qual o autor está inscrito. Desse modo, além de apresentar uma leitura da obra crítica e teórica de Berman do ponto de vista de seu percurso de formação, este trabalho evidencia também o modo particular como sua obra se aproxima de questões contemporâneas que continuam candentes tanto no campo disciplinar dos Estudos da Tradução quanto no âmbito da crítica, da história e da teoria literárias

Abstract: This thesis aims at developing the notion of translation as work of art as it is discussed in the context of Antoine Berman's critical and theoretical work. The discussion focuses on the two main lines that frame his most important assumptions: a particular view on criticism and work of art, derived from his reading and interpretation of the ideas of the German Romanticism, and his experience with Latin America, where, from 1970 to 1975, Berman received a strong impact both from certain aspects of the Peronist movement and from certain traditional manifestations of conviviality which he experienced in the contact with the Argentinians at the time. Additionally, a discussion is presented on how this Romantic framework little by little starts to be enclosed by an ethics of conviviality, which stemmed from his Latin-American experiences and from its implications both for a reshaping of the notion of the autonomy of literary translation and of its critical status as well as for a reconsideration of the place of translation in the French context in which the author is inscribed. Therefore, besides presenting a reading of Berman's critical and theoretical work from the point of view of its process of development, this work also manifests the particular way in which his work approaches contemporary questions which are still very lively and pressing both in the disciplinary field of Translation Studies and in the field of literary criticism, history and theory
Subject: Berman, Antoine, 1942-1991 - Crítica e interpretação
Tradução e interpretação
Literatura alemã - Traduções para o frances
Literatura latino-americana - Traduções para o frances
Ética na literatura
Convivência
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Petry_SimoneChristina_D.pdf1.51 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.