Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269970
Type: TESE
Title: Endgame no limite da interpretação
Title Alternative: Endgame and the boundaries of interpretation
Author: Tinti, Tauan Fernandes, 1985-
Advisor: Durão, Fábio Akcelrud, 1969-
Abstract: Resumo: Este trabalho consiste em uma leitura de Fim de Partida, de Samuel Beckett, construída a partir da hipótese de que esta peça, com o que pode ser definido como uma recusa sistemática a tudo o que lhe venha de fora, é capaz de integrar à sua própria estrutura formal os impasses gerados pelas tentativas de interpretá-la, em um movimento que paradoxalmente fortalece cada vez mais sua lógica interna à medida que a interpretação é negada. Ao longo de três capítulos, busca-se investigar as diferentes ramificações dessa ideia como forma de esboçar a posição-limite na qual a peça se encontra: no primeiro capítulo, a hipótese em questão é desenvolvida a partir da leitura de alguns objetos de Fim de Partida, e a partir disso se argumenta que os personagens se aproximam mais de seus objetos fraturados e ausentes do que de pessoas; no segundo, a condição desses personagens é desenvolvida no sentido de um confronto entre duas formas de temporalidade, a progressão e a circularidade, submetidas ao mesmo princípio de escassez que atravessa outros níveis da peça; no terceiro capítulo, a hipótese central é a de que em Endgame são colocados em questão diversos procedimentos do humor de forma altamente destrutiva, e a significação retroativa que seus destroços passam a ter adquirido nesse processo podem ser extrapolados de modo a produzir um pequeno vislumbre, de dentro da própria peça, tanto de seu estatuto de obra de arte, quanto de sua relação complexa com a tradição

Abstract: This work consists in a reading of Samuel Beckett's Endgame built upon the hypothesis that the play, through what can be defined as a deliberate exclusion of everything external to it, is capable of integrating the resulting deadlocks from the attempts of its interpretation to its own formal structure, in a paradoxical movement that strengthens the play's internal logic through the denial of interpretation. Throughout three chapters, this work aims to explore different ramifications of that idea in order to outline the boundary represented by the play: in the first chapter, the interpretative hypothesis is developed upon a reading of the objects of Endgame, culminating in the idea that its characters are closer to the absent and fractured objects that they demand than to proper persons; in the second chapter, their condition is developed in the sense of a confrontation between two forms of temporality, progression and circularity, which are submitted to the same principle of scarcity that penetrates other levels of the play; in the third chapter, the central hypothesis is that Endgame puts into question some procedures of humor in a highly destructive manner, and that the retroactive meaning acquired by the resulting ruins of this process may be extrapolated into a glimpse, from within the play itself, both of its status as a work of art and of its complex relationship with tradition
Subject: Beckett, Samuel, 1906-1989. Fim de partida
Freud, Sigmund, 1856-1939
Walter, Benjamin, 1892-1940
Adorno, Theodor W., 1903-1969
Literatura - História e crítica - Teoria, etc.
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Tinti_TauanFernandes_M.pdf674.47 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.