Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269936
Type: TESE
Title: O mundo é um grão de mostarda = a utopia do governo de Sancho Pança
Title Alternative: The world is a mustard grain : the utopia of Sancho Panza's governoship
Author: Witeze Junior, Geraldo
Advisor: Berriel, Carlos Eduardo Ornelas, 1951-
Abstract: Resumo: O objetivo deste trabalho é estudar as relações entre a utopia e o romance "Dom Quixote". Mais especificamente a hipótese testada é a de que o governo de Sancho Pança na ínsula Baratária poderia ser entendido como uma utopia. Para tanto busca-se primeiramente delimitar o significado da utopia, discutindo as suas transformações ao longo da história desde sua origem no Renascimento. Além disso examina-se a sua percepção como gênero literário e como corrente de pensamento, recorrendo à diferenciação entre utopia e utopismo. Como o significado da utopia mudou após as críticas de Marx e Engels, procura-se esclarecê-las através de uma análise direta da obra dos dois pensadores, estabelecendo uma diferença entre os escritos de Marx, os de Engels e as interpretações marxistas posteriores. Após o percurso teórico sobre a utopia é feita uma breve discussão bibliográfica perpassando pelos principais nomes da crítica literária cervantina para, na sequência, analisar o texto de "Dom Quixote", em especial as partes da obra diretamente relacionadas ao governo de Sancho.

Abstract: The objective of this work is to study the relationship between utopia and the novel "Don Quixote". More specifically, the hypothesis tested is that the government of Sancho Panza in the insula Barataria could be understood as an utopia. To this end we first seek to delimit the meaning of utopia, discussing its transformations throughout history since its origins in the Renaissance. Furthermore we examine it perception as a literary genre and as a current of thought, using the distinction between utopia and utopianism. Because the eaning of utopia has changed after the criticism of Marx and Engels we sought to clarify the through a direct analysis of two thinkers' work making a difference between the writings of Marx, Engels and later marxist interpretations. After the theoretical course on utopia, we do a brief bibliographical discussion perpassing the top names in Cervantes literary criticism in order to thereupon analyze the text of "Don Quixote", specially the parts of the work directly related to the government of Sancho.
Subject: Cervantes Saavedra, Miguel de, 1547-1616. Don Quixote - Crítica e interpretação
Marx, Karl, 1818-1883 - Crítica e interpretação
Utopia
Pança, Sancho (Personagem ficticio)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
WitezeJunior_Geraldo_M.pdf884.06 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.