Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269900
Type: TESE
Title: A roda dos jornais (e teatros) : Machado de Assis, escritor em formação
Author: Granja, Lucia
Advisor: Chalmers, Vera Maria, 1941-
Abstract: Resumo: Escrever a crônica da semana parece ter sido uma tarefa que desafiou alguns de nossos melhores escritores, entre eles Machado de Assis. Desde o início da década de 60, período em questão nesse trabalho, o escritor ocupouse semanalmente com a tarefa de transformar o dia-a-dia em notícia, mas não em notícia produzida simplesmente como informação, no calor da hora e do acontecimento. A crônica da semana, o folhetim-variedades, narrava os recentes fatos passados, tentando apanhá-Ios todos através de um só texto, do qual se esperava ainda, apesar da matéria repetida, que oferecesse leitura de interesse. Assim, se o leitor da crônica recebia em suas mãos as mesmas notícias que o próprio público produzira, as conseqüências disso para o escrito semanal relacionaram-se, em grande parte, à forma desse. Era necessário que se revestisse o acontecimento que já fora notícia, e que era novamente recapitulado pelo texto da crônica, de um interesse particular. A leitura do folhetim deveria, assim, tornar-se aprazível e arejada e, nesse sentido, cada folhetinista cuidou de desenvolver o seu estilo próprio para produzir esses efeitos. No caso de Machado de Assis, muitos são os recursos dos quais se serviu para "dar ao folhetim um tom de gracejo", o tom "brincão e galhofeiro" que ele requer. Ao devolver para o público as notícias que ele lhe oferecera, acrescenta o seu comentário irônico, as suas observações agudas, sobre a política por exemplo, o que cria no folhetim a "novidade", apesar do assunto já conhecido. Junte-se a isso o investimento na composição coesiva do texto e o desenvolvimento de um narrador que investe nessa tessitura a fim de compor um texto de interesse. De qualquer maneira, a escrita da crônica pressupõe a atenção à sua literariedade e a análise dessa particularidade revela interesse em relação ao conhecimento das técnicas literárias desenvolvidas por Machado, as quais demonstram o processo da formação do escritor. Paralelo ao envolvimento com o jornalismo, o jovem Machado esteve às voltas com o teatro, o qual, em seu parecer, poderia moralizar q' sociedade. Assim, de sua crítica teatral e do próprio texto dramático, podemos extrair as idéias do escritor sobre Arte e Literatura e analisar alguns aspectos de sua dramaturgia. Se vimos como ele se move no texto de natureza mista, a crônica, resta-nos conhecer algumas das características de seu texto dramático, o qual, nesse momento, era contemporâneo à experiência do cronista.

Abstract: To write a weekly chronicle was a challenge to some of our Brazilian writers, among them Machado de Assis. Since the beginning of 1860, Machado had a hard task of transforming a daily life into weekly news. These news had not only the objective of inform but also of arising the interest of the public. 50, through a cohesive text, the weekly chronicle had the function of narrate the recent events and also offer itself an interesting piece of reading. 50, it was necessary "to recover" the happenings or news that had been already published of something interesting that could arise the chronicle reader's interest and also to make the reading a delightful one. According to this, each chronicle writer tried to develop his own style of writing. Machado de Assis developed many resources and techniques which would arise laugh from their readers. His writings had a comic effect because he added irony and critical analysis about politics and other subjects creating "something new" that the readers needed (although they had already known the subject of his writings). Machado also invested in the text cohesive composition and in the development of a narrator worried with the organisation of the context. Anyway, the writing of a chronicle. involves special attention because the writer has to create a literary interest and it demands the use of techniques developed by Machado in his works. In this study we are also looking at another aspect of Machado's career, that is the drama. In his opinion, the theatre had a moralising function and it could help society, moralising it. From his critical writings we can be aware of his ideas about Art and Literature as well as analyse some aspects of his drama. If in his chronicles he was so skilful, we are going to study some aspects of his drama, that were written at the same time of the chronicles, in order to conclude about his ability also in.this genre.
Subject: Crônicas brasileiras
Jornalismo e literatura
Teatro brasileiro
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1997
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Granja_Lucia_D.pdf7.45 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.