Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269772
Type: TESE
Title: Lingua estrangeira : entre a demanda de saber e o medo de ser
Title Alternative: Foreign language : between the demand to know and the fear to be
Author: Garcia, Marcia Cristina Carvalho
Advisor: Moraes, Maria Rita Salzano, 1949-
Abstract: Resumo: Este trabalho é uma reflexão sobre a dificuldade de aprendizado da língua inglesa, a partir do quadro teórico que toma a língua como estruturante do sujeito e que, por isso mesmo, considera muito importante a relação entre língua materna e língua estrangeira na aprendizagem desta última. A dificuldade é tomada como o que barra o aprendizado e é tratada como algo que antecede a possibilidade do "erro", pois pensamos que o aluno que comete "erros" consegue, de alguma forma, por a língua em movimento. Buscamos refletir sobre o que se coloca em movimento a um dado sujeito quando ele é confrontado com o aprendizado de uma língua estrangeira. Acreditamos que a relação que o aluno estabelece com a língua estrangeira revela traços de sua inscrição na língua materna, articulada com aquilo que ela carrega de decisivo para o funcionamento do sujeito. Para falar a língua materna foi necessária uma identificação, que Freud chamou de identificação primária. Para falar a língua estrangeira, pensamos também ser necessária uma identificação, no sentido freudiano. Para falar a língua estrangeira será necessário que o sujeito seja capaz de se distanciar da língua que o constituiu, porém enfatizamos que ela sempre estará presente de forma latente, tendo em vista que a posição de falante, conquistada por meio da ascensão à língua materna, nunca é esquecida.

Abstract: This paper is a reflection about the difficulties in learning a foreign language. The theory underlying this reflection is the one which considers the language as the responsible for structuring the subject and for this reason considers the relationship between the mother tongue and the foreign language very important during the learning of the latter. The difficulty is considered as something that prevents the learning to take place and is thought as something that is previous to the possibility of making "mistakes". We believe that the student who makes "mistakes" is able to speak the language, in a certain way. We try to reflect about what is put in motion when a certain subject is confronted with the learning of a foreign language. We consider that the relationship that the student establishes with the foreign language reveals traits of his/her unconscious relationship of his/her inscription in the mother tongue connected with what it is considered of great importance to the subject. To speak the mother tongue it was necessary what Freud called as primary identification. We believe that to speak a foreign language it will be necessary that the subject identifies himself/herself with the foreign language. In order to be able to speak a foreign language the subject must be able to keep the mother tongue repressed. The mother tongue will always be present in a latent way. The position of the speaker, which was conquered in the process of learning the mother tongue, will never be forgotten.
Subject: Dificuldade de aprendizagem
Língua estrangeira
Língua materna
Sujeito
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2009
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Garcia_MarciaCristinaCarvalho_M.pdf763.1 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.