Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269769
Type: TESE
Title: Representações do Second Life = um [novo] mundo (des)virtualizado
Title Alternative: Representations of Second Life : a [new] (dis)virtualized world
Author: Lima, Tais Aparecida
Advisor: Coracini, Maria José Rodrigues Faria, 1949-
Abstract: Resumo: O propósito deste estudo é investigar as criações identitárias na virtualidade e os modos de subjetivação que emergem neste contexto, mais especificamente, no/do jogo de simulação Second Life. Para tanto, foram selecionados textos de divulgação e dizeres de usuários do simulador, extraídos de revistas, jornais, sites de download de programas e blogs que abordam a apresentação, divulgação do programa e as identidades criadas no citado ambiente. A presente investigação partiu do pressuposto que o ambiente virtual transformou o mundo, tornando-o outro; idéia que compõe o imaginário acerca da virtualidade e é defendida por Lévy (1999, p.15 -75), que freqüentemente faz referência a um "novo universo" [supostamente] possibilitado pela virtualidade. Diante afirmações como esta, assumimos a hipótese de que se trata de um mundo "novo", mas que se surge no imbricamento do mesmo e do diferente. Para comprovar [ou não] a hipótese, perscrutamos como objetivos: a problematização da oposição realidade e virtualidade, a análise das representações de si e do outro no ciberespaço e a identificação de regimes de verdade, relações de poder-saber que atravessam o mundo chamado real e o virtual. A partir da análise dos excertos selecionados, a hipótese traçada foi confirmada, uma vez que as identidades criadas no simulador (re)produzem as possibilidades do mundo real e, ao serem enunciadas, tais criações funcionam no espaçamento, através de um movimento de junção e afastamento entre a realidade e a virtualidade. Além disso, nos dizeres analisados, além do sujeito do gozo, emergiu o sujeito do desejo, reforçando o caráter heterogêneo que constitui os subjetividade (pós-) moderna

Abstract: The purpose of this study is to investigate the identity creations in virtuality and the modes of subjectivity which emerge on this context, specifically in/from the simulation game Second Life. For this, we selected publicizing texts and sayings by simulator users taken from magazines, newspapers, download websites and blogs that approach the presentation, the publicizing of the program and the identity creations in the referred environment. The present study assumed that the virtual environment has transformed the world, making it another one; idea which makes the imaginary in virtual reality and is defended by Lévy (1999, p.15 -75), who often refers to a "new universe" [supposedly] made possible by virtuality. Based on statements like this, we assume the hypothesis that it is a "new" world, but that appears in the overlapping of the same and the different. To prove [or not] the hypothesis, we explored the following objectives: the problematization of reality and virtuality, the analysis of representations of the self and the other in cyberspace and the identification of regimes of truth, power relations which crosses the world called real and virtual. Through the analysis of selected excerpts, the hypothesis was confirmed once the identities created in the simulator (re)produced the possibilities of the real world and, when enunciated, such creations work in the spacing, through a movement that joins and distances reality and virtuality. Moreover, in the analyzed speechs besides the subject of pleasure (jouissance), it emerged the subject of desire, reinforcing the heterogeneity that constitutes the (post-)modern subjectivity
Subject: Simulação
Realidade
Virtualidade
Modos de subjetividade
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lima_TaisAparecida_M.pdf1.1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.