Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269763
Type: TESE
Title: A dogmatização da teoria : a contradição como negação da falta no discurso do professor de linguas
Author: Uyeno, Elzira Yoko
Advisor: Coracini, Maria José Rodrigues Faria, 1949-
Abstract: Resumo: O objeto de estudo desta tese é o discurso do curso de formação continuada de Língua Estrangeira e Materna para professores do Ensino Médio e Fundamental, produzido em cursos de formação continuada na capital e em uma cidade do interior do Estado de São Paulo. De um paradoxo que envolve os curso de formação continuada, delimitou-se o tema do presente trabalho: a coexistência da submissão dos professores-alunos a novas teorias, veiculadas por professores-ministrantes em cursos de formação continuada, e de questionamentos, em meios acadêmicos, sobre a resistência desses professores-alunos a essas teorias. A hipótese norteadora deste trabalho é de que os professores-alunos dogmatizam as teorias, em virtude de esses cursos se realizarem sob um processo de transposição da mitificação acadêmica da teoria (Coracini, 1998: 34) e os enunciados heréticos desses professores, refutando a teoria, devem-se ao fato de o dogma pressupor a fé e esta, por sua vez, pressupor a dúvida. Metodologicamente, este estudo se baliza pela Análise do Discurso de linha ftancesa, pelo movimento de Desconstrução e por alguns conceitos da Psicanálise. Partindo do pressuposto da impossibilidade de se separar a constituição do sujeito da e seu discurso, assume-se um sujeito cujo dizer não lhe é transparente, em virtude de suas determinações sócio-histórica, por um lado, e psicanalítica, por outro. Esse arcabouço teórico interdisciplinar se faz necessário para que se possa atravessar os efeitos de transparência da linguagem, da literalidade do sentido e da onipotência do sujeito, investindo-se, enfim, na opacidade da linguagem (Orlandi, 1999). A análise demonstrou que, embora seja fortemente marcado pelo imaginário discursivo que constitui a fonte não apenas da dogmatização da teoria, mas de sua priorização logocêntrica, em detrimento da prática, o discurso produzido em aulas de curso de formação continuada permite a desconstrução desse logocentrismo. Tallogocentrismo se revelou concretizar pela reprodução de duas tradições gregas que se manifestam de forma inextrincável: a da teleologia da modelização e a da divisão social do trabalho. Observou-se que essas tradições são responsáveis pelos regimes de verdade que se constituem por meio dos procedimentos de apropriação e de distribuição do discurso científico, portanto, de sua legitimação como verdade e de seu acesso a alguns e de sua interdição a outros, produzindo a ligação desse discurso com opoder e com o desejo (Foucault, 1996: 10).Essa ligação se manifesta, na materialidade lingüística tanto das enunciações de professores-alunos como das de professores-ministrantes, sob a forma de contradições de duas naturezas: uma de ordem sócio-histórica, constitutiva desse discurso e outra, de ordem psicanalítica, constitutiva do processo de subjetivação desses enunciadores. Finalmente, tendo se consagrado à análise do discurso de cursos de formação continuada, enunciado por indivíduos moldados de forma a atenderem à nova ordem econômica, pelo uso de sua força de trabalho na distribuição do conhecimento científico, este trabalho aponta para a impossibilidade de se separar a constituição da subjetividade do professor-aluno da de professor-ministrante, assim como da constituição da prática da constituição da teoria

Abstract: The object of this thesis is the discourse of English as Foreign Language teaching and learning and Portuguese as mother language teacher in service courses. A paradox was the starting point of this study: the coexistence of teacher-students submission to the new theories, during the teacher in services courses, and complains about their resistances to those theories, at the university. Our central hypothesis is that teacher-students take theories as dogma, as unquestionable truths, because there is a transference of the academic "mythification" of theories to those courses (Coracini, 1998: 34). The teachers resistances to new theories are explained for taking something as dogma presupposes faith, and faith presupposes doubt. We adopt the French perspective to Discourse Analysis and some Psychoanalysis concepts as theoretical and methodological framewrk. Tbrough our analysis, we concluded that, although the discourse produced in teacher in service courses is shaped by the discoursive imaginary, responsible for de dogmatic and logocentric way theories are taken, it permits the deconstruction ofthese processes. Those processes reproduce two Greek traditions: the model teleology and social division of the work. These traditions are responsible for the truth regime (Foucault, 1971/1996: 10) which is constituted by the procedures of appropriation and distribution of the scientific discourse, therefore, of its access to some and its prohibition to others, producing the connection between the discourse and the power and the desire. This connection appears in the linguistic materiality as contradictions of two types: a social and historical contradiction, constitutive of that discourse, and a psychoanalitic contradiction, constitutive ofthe subjectivation process of the enunciators. In summary, having focused the discourse ofthe teacher in service courses, this thesis shows the impossibilities of separating the constittution of the teatchers' and the teacher students' subjectivation and the constittution of the theory and of the pratic
Subject: Professores - Formação
Subjetividade
Linguística
Psicanálise - Discursos, ensaios, conferências
Análise do discurso
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2002
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Uyeno_ElziraYoko_D.pdf9.93 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.