Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269710
Type: TESE
Title: O lugar e as relações do portugues como lingua oficial na escola de Guine-Bissau
Author: Sani, Fanca
Advisor: Almeida Filho, José Carlos Paes de, 1948-
Filho, Jose carlos Paes de Almeida
Abstract: Resumo: Nesta dissertação de tese realizamos uma pesquisa de natureza aplicada que busca interpretar o lugar ocupado pelo Português e suas relações com as outras línguas maternas usadas no contexto escolar da Guiné-Bissau. Além dessas línguas maternas, avalizamos as relações existentes entre o Português Língua oficial e as línguas estrangeiras (L.E.), como o Francês e o Inglês, de ensino restrito às escolas nacionais. Sendo este um estudo aplicado individual, o cenário da pesquisa não poderia' ser o país todo. Por isso, foi escolhida a Escola Normal Superior Tchico Té e suas salas de aula enquanto microcosmo institucional da situação lingüística do país. Para a coleta de dados, utilizamos gravações de aulas, gravações de entrevistas com alunos, professores e pessoal administrativo da escola estudada, além de questionários especificamente elaborados para esta pesquisa. Essa coleta resultou em cinco entrevistas, sete gravações com alunos do segundo ano do curso do Português, quatro entrevistas e seis gravações com alunos de " terceiro ano do curso acima referido, além de muitas anotações de campo a partir de observações das aulas visitadas. Durante o nosso levantamento de dados na Guiné-Bissau, detectamos que o uso do Português é muito restrito nesse país. Somente o Português é falado e ensinado formalmente nas escolas, utilizado nas reuniões formais, locais de serviço, na rádio e na televisão. A maioria esmagadora dos guineenses não é falante do Português e sim do Crioulo, falado amplamente no país em situações informais. Embora o percentual de falantes de Português seja restrito a menos do que um quarto da população, é importante destacar que essa é a língua de trabalho, estudo.e organização política da elite com mais poder dentro da nação

Abstract: In this dissertation we have researched on the relationship between the Portuguese language and other national language that are spoken in Guinea-Bissau. Apart from these languages, there are other two foreign languages (F.L.)., such as French and English which are learnt in Guineans schools. As it could not be possible to conduct the research throughout Bissau, so we chose the Escola Normal Superior Tchico Té, in Bissau, as an institutional microcosm for the country linguistic situation and relationship. Only Portuguese is spoken and taught in schools, used in formal meetings, in radio and television broadcasting. The majority ot the guineans does not speak standard Portuguese. Only from 20 to 25% ot the people can make full use of Portuguese in the country. Crioulo is widely spoken in the country. Although Portuguese is less used, it has been chosen as the language of work, ot studies, and political organization among rhw elite which has power in the country
Subject: Bilinguismo
Multilinguismo
Língua portuguesa
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1996
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Sani_Fanca_M.pdf2.24 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.