Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269701
Type: TESE
Title: Praticas de letramento no meio rural brasileiro : a influencia do Movimento Sem Terra em escola publica de assentamento de reforma agraria
Author: Campos, Samuel Pereira
Advisor: Kleiman, Angela, 1945-
Abstract: Resumo: Nesta tese, discutimos a influência do Movimento Sem Terra (MST), entendido como uma comunidade discursiva, que atua institucional e intencionalmente na formação dos trabalhadores rurais brasileiros. Focalizamos nossa discussão nas práticas de letramento construídas em uma escola pública de assentamento de reforma agrária, que nos revelam o projeto de letramento Sem Terra em conflito com o projeto escolar oficial construído na escola pesquisada a partir de sua institucionalização. A escola pesquisada e os sujeitos que a compõem apresentam práticas de letramento relacionadas a dois projetos em disputa na escola, caracterizados como projeto de letramento emancipatório e projeto de letramento escolar. A partir da perspectiva dos "novos estudos lingüísticos". Desse lugar, caracterizamos o projeto de educação Sem Terra como um projeto de letramento ideológico, situado, emancipatório (Street, 1984, 1995; Barton, 1998; Freire. 1978. 1987. 1995), dado seu caráter político e de inclusão ao mundo letrado. e discutimos sua influência nas práticas de letramento construídas em uma escola de assentamento de reforma agrária, focalizando salas de aula de duas professoras de Língua Portuguesa. que expressam práticas representativas dos projetos em disputa na escola

Abstract: In this thesis we discuss the influence of Movimento Sem Teua (MST), understood as a discoursive communnity that acts institutionaJ and intentionally at the brazilian rural workers formation, taking as reference its organization, social practices and ways of acting toward the social worId. We focos om discossion at the Jiteracy practices engendered in a public school, that reveals the influence of the Sem T eua literacy project in conflict with the school officiaJ project, brogbt into the researched school afier its official establishment. As om research subjets were living diferent kinds of envoIvement with the Sem Terra community, we assmned that researched schooI and the subjects involved in om fieId work, would present literacy practices related to the two projects in dispute in the school, characterized as emancipatory literacy project and schoolar literacy project, ftom the point of view of the new literacy tudies. From this pIace, we analyse the educational project designed by MST, seen as an ideological, situated and emancipatoy literacy project (Street, 1984, 1995; Barton, 1998; Freire, 1978, 1987, 1995), and its influences over the literacy practices at the researched environment, focusing the two projects in conflict in the classroom of two Portuguese Language teachers, whose practices are representative of tbe two project in dispute at school
Subject: Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra
Letramento
Leitura
Língua portuguesa - Estudo e ensino
Escolas rurais - Brasil
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2003
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Campos_SamuelPereira_D.pdf2.97 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.