Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269651
Type: TESE
Title: Recepção e produção do gênero autobiografia mediadas por tecnologias digitais
Title Alternative: Reception and production of autobiographical genre mediated by digital technologies
Author: Dias, Anair Valenia Martins, 1966-
Advisor: Rojo, Roxane Helena Rodrigues, 1952-
Abstract: Resumo: A presente pesquisa tem por objetivo compreender e refletir sobre o ensino de língua materna mediado pelas tecnologias e, além disso, tentar apontar caminhos que possam contribuir para a transformação na maneira como esse ensino tem sido efetivado nas escolas públicas. Para isso, optei por ministrar um curso para alunas (os) do 9ª ano do Ensino Fundamental de uma escola pública, que possuía laboratório de informática funcionando, no município de Uberlândia/MG. O curso foi desenvolvido entre os meses de agosto e dezembro de 2009 e organizado em torno de alguns eixos norteadores: (i) a definição do estudo de um gênero específico, a autobiografia, a partir do qual estudamos uma cadeia de gêneros; (ii) a utilização de uma proposta metodológica com base em uma sequência didática para o estudo do gênero autobiografia; (iii) o estudo de um aspecto linguístico significativo para o gênero abordado; (iv) o desenvolvimento de avatares, pelos alunos participantes do curso, com o objetivo de potencializar a recepção e a produção do gênero autobiografia e (v) a utilização da plataforma de ensino virtual TelEduc na efetivação do curso proposto. Como pressuposto teórico, filiei-me às perspectivas teóricas de Bakhtin (2003[1952-1953]) para discutir sobre os gêneros discursivos; de Swales (2004) para refletir sobre aspectos referentes à cadeia de gêneros; de Dolz e Schneuwly (2004[1996]) para discutir sobre sequência didática; de Lejeune (2008) para abordar questões referentes ao estudo do gênero autobiografia; de Koch (2003), (1996) e Travaglia (2011) para refletir sobre os usos significativos dos elementos coesivos, de Kalantzis; Cope (2006), (2003) e de Rojo (2009) para refletir sobre os multiletramentos. No desenvolvimento desta investigação busquei, portanto, mostrar que a utilização dos laboratórios de informática nas escolas deve partir de um fazer pedagógico significativo para o aluno. Nesse sentido, é possível afirmar que o ensino de língua materna pode ser potencializado pelo estudo dos gêneros discursivos em ambientes virtuais, bem como pelo trabalho pedagógico com avatares. Esse fato ficou evidenciado quando observei que os alunos-adolescentes, ao desenvolverem as atividades propostas durante o curso de produção de autobiografias, não promoveram distinção entre a sua própria história de vida e a história de vida do seu respectivo avatar. Esse aspecto especificamente foi importante porque favoreceu a recepção e a produção do gênero em questão, sendo o envolvimento dos alunosadolescentes com a escrita redimensionada quando passaram a escrever sob a égide de seu avatar

Abstract: This research aims at reflecting and understanding the teaching of mother tongue mediated by technologies, trying to point out ways that can contribute to the changes in the way of teaching in public schools. For this, I chose to teach a course for the 9th grade students from a public elementary school in Uberlandia/MG, where there was a computer lab working. The course was developed between August and December 2009 and organized with some guiding principles: (i) the definition of the study of a specific gender, autobiography, from which we studied a chain of genders, (ii) the use of a methodology based on a didactic sequence for the study of the autobiography gender, (iii) the study of a significant linguistic aspect to the gender approached, (iv) the development of avatars by the participants of the course, in order to enhance the production and reception of the autobiography gender and (v) the use of a virtual learning platform - the TelEduc - on which the proposed course was based. As a theoretical assumption, I based on the theoretical perspectives of Bakhtin (2003 [1952-1953]) to discuss discursive genders, of Swales (2004) to reflect on aspects relating to the chain of genders, of Dolz and Schneuwly (2004 [1996 ]) to discuss about didactic sequence; of Lejeune (2008) to deal with issues related to the study of the autobiography gender; of Koch (2003), (1996) and Travaglia (2011) to reflect on the significant uses of cohesive elements of Kalantzis; of Cope (2006), (2003) and of Rojo (2009) to reflect on multiliteracy. In developing this research I tried to show that the use of computer labs in schools should happen with a pedagogical work that is meaningful to the student. In this sense, I can say that the teaching of the mother tongue can be enhanced by the study of genders in virtual environments, as well as by the use of a pedagogical method with avatars. This fact became evident when I observed that the students, in developing the proposed activities during the course of producing autobiographies, did not distinguish their own life stories from the life stories of their respective avatar. This aspect was particularly important because it favored the production and reception of the gender in question and resized the involvement of the students with their writings when they started writing under the aegis of their avatars
Subject: Língua materna - Estudo e ensino
Generos discursivos
Ambiente virtual de aprendizagem
Avatares
Multiletramentos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Dias_AnairValeniaMartins_D.pdf2.93 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.