Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269603
Type: TESE
Title: O gênero resumo na universidade : dialogismo e responsividade em resumos de alunos ingressantes
Title Alternative: The gender summary at university : dialogism and responsivity in newcomer students'summaries
Author: Costa, Cristina Fontes de Paula, 1988-
Advisor: Fiad, Raquel Salek, 1948-
Abstract: Resumo: Neste trabalho, fazemos uma discussão sobre um gênero muito comum na esfera escolar e acadêmica: o resumo. Estabelecendo um diálogo entre a orientação dialógica, de Bakhtin (1990, 1992), e o conceito de práticas de letramento, de Street (2003), o objetivo de nosso trabalho é observar, a partir de resumos produzidos a partir de um artigo de opinião, por alunos ingressantes que participaram de um programa universitário, indícios de práticas de leitura e escrita anteriores à esfera acadêmica, assim como detectar, a partir da materialidade linguística, diálogos com textos, gêneros e práticas. Com um olhar de Sherlock Holmes adotamos, como metodologia, o paradigma indiciário, proposto por Ginzburg (1989), que nos guiou para o particular, para a singularidade de cada texto. Em todas as análises, ressaltamos o caráter dialógico da linguagem; assim, fazemos uma análise do próprio texto base que, pelo fato de ser um artigo de opinião escrito por um cientista, já representa um diálogo entre as esferas jornalística e científica. Nos resumos, detectamos o diálogo principal com três práticas escolares de escrita: o próprio gênero resumo, a dissertação e os gêneros de divulgação científica. Constatamos ser a escrita de um resumo uma atividade complexa que envolve conhecimento e familiaridade com o gênero do texto base, diálogos com o já dito (e com o ainda por dizer), com outras esferas, com práticas de escrita e leitura e com a avaliação a ser feita pelo professor, sempre presente em qualquer prática de escrita na esfera escolar. Levando em conta que qualquer manifestação de singularidade é sempre uma resposta ao contexto social, podemos pensar nos diálogos como uma resposta à instituição escolar e suas práticas. Observamos que o diálogo com as práticas escolares remete ao momento histórico dos alunos, ingressantes na universidade, que não se desvencilham de uma hora para outra de práticas de letramento anteriores. Observamos, também, que a maior parte dos resumos analisados dialoga com práticas autoritárias de leitura e escrita, em que o aluno deve apenas reproduzir, revozear o já-dito. Esse fato diz muito sobre a produção de textos da escola, que pode estar privilegiando a reprodução e não a reflexão

Abstract: In this paper, we discuss a very common gender in scholar and academic sphere: the summary. Establishing a dialogue between the dialogic orientation, from Bakhtin (1990, 1992), and the literacy practices concept, from Street (2003), the goal of this work is to observe, in summaries produced from an opinion article, by students who participated of an undergraduate program, indications of anterior reading and writing practices, and also to detect, through linguistic materiality, dialogues with texts, genres and practices. With a Sherlock Holmes look we adopt, as a methodology, the paradigm of indication, proposed by Ginzburg (1989), which guided us for the particular, for the singularity of each text. In all analyses, we highlight the dialogic nature of language; to do so, we make an analyze of the base text, an opinion article written by a scientist, that represents a dialogue between journalistic and scientific spheres. In the summaries, we detect a main dialogue with three writing school practices: the genre summary itself, the essay and scientific popularization genres. We established that the writing of a summary is a complex activity which involves knowledge and familiarity with the base text genre, dialogues with the told (and what yet has not been told), with other spheres, reading and writing practices and with the assessment made by the teacher, always present in any writing practice in the school domain. Taking into account that any manifestation of singularity is always an answer to social context, we can consider the dialogues as an answer to the scholar institution and its practices. We see that the dialogue with school practices is related to the students historical moment, since they are first year university students and don't suddenly do away with anterior literacy practices. We also see that the most part of the analyzed summaries dialogue with authoritarian practices of reading and writing, in which the student only has to reproduce, retell what has been already told. This fact means much about text production at school, that could be privileging reproduction and not thinking
Subject: Resumos
Generos discursivos
Dialogismo
Letramento
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Costa_CristinaFontesdePaula_M.pdf1.6 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.