Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269560
Type: TESE
Title: [...] você vai ter que aprender inglês de qualquer jeito, querendo ou não! = exames de línguas e política linguística para o inglês no Brasil
Title Alternative: [...] you'll have to learn English anyway, like it or not : Language tests and English language policy in Brazil
Author: Ribeiro da Silva, Elias, 1977-
Advisor: Scaramucci, Matilde V. R., 1951-
Scaramucci, Matilde Virginia Ricardi, 1951-
Abstract: Resumo: Meu objetivo nesta tese é discutir o papel dos exames de línguas no funcionamento da política linguística (PL) para a língua inglesa (LI) em vigor no Brasil. Focalizo, especificamente, a prova de inglês do Vestibular Unicamp e o First Certificate in English (FCE). O trabalho fundamenta-se em uma concepção ampliada de PL proposta por Schiffman (1996, 2006), Spolsky (2004), Shohamy (2006, 2008), entre outros. Partindo do pressuposto de que a análise da legislação oficial não é suficiente para se compreender a real PL de uma determinada sociedade, esses autores propõem que o foco das análises desloque-se do texto legislativo para as práticas sociais que envolvem as línguas faladas e/ou ensinadas na comunidade cuja PL se deseja compreender. Shohamy (2006, 2008) amplia essa proposta e desenvolve um modelo de PL que contempla as representações acerca das diferentes línguas e das práticas sociais a elas relacionadas. Para ela, a legislação oficial, o vestuário, a publicidade, os materiais didáticos, os exames de línguas, etc. operam como mecanismos de PL ao fomentar a conversão de representações em práticas sociais. Ao mesmo tempo em que derivam das práticas sociais, as representações as influenciam e fomentam em um amplo processo de legitimação cujo resultado é a atribuição de valor positivo e prestígio a uma determinada língua. A partir dessa perspectiva, a análise que desenvolvo nesta tese visa demonstrar que a PL para a LI em vigor no Brasil é, na verdade, uma política de representação. Argumento, especificamente, que a LI, frequentemente representada como uma "garantia" de acesso a empregos socialmente valorizados e a uma vida global, é legitimada pelos exames de línguas em análise. Para a geração de dados, foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com alunos de um curso preparatório para o Vestibular Unicamp e de um preparatório para o FCE, ambos localizados na região metropolitana de Campinas (SP). Quanto aos procedimentos de análise, o estudo caracteriza-se como uma pesquisa interpretativista de cunho qualitativo (BORTONI-RICARDO, 2008; FLICK, 2009; MOITA Lopes, 1994, 1996b), na qual mobilizei os modos de operação da ideologia descritos por Thompson (2002). Por meio das entrevistas, busquei identificar as representações sobre a LI e sobre o Vestibular Unicamp/FCE que habitam o imaginário dos participantes. Identificadas essas representações, procurei demonstrar que os exames em discussão atuam como instâncias de reafirmação/legitimação das representações sobre a LI presentes no imaginário dos entrevistados. Argumento, por fim, que esses exames reafirmam (e legitimam) o prestígio social da LI junto à sociedade brasileira, atuando, portanto, como mecanismos da PL para a LI em vigor no Brasil

Abstract: The aim of this thesis is to discuss the role of language tests in the English Language Policy in Brazil. In order to carry out my research, I investigated the English test at Unicamp Entrance Examination and the First Certificate in English (FCE). The theoretical framework was based on broader concepts of language policy developed by Schiffman (1996, 2006), Spolsky (2004), Shohamy (2006, 2008), etc., and Thompson (2002) who proposes some different ways of imposing ideologies. Those authors start from the assumption that official documents produced to guide Language Education Policy are not sufficient to provide comprehension of the real language policy of a given society. Furthermore, the authors argue that to gain meaningful understanding of the real language policy, it is necessary to focus on the language practices. Shohamy (2006, 2008) proposes a new and expanded model of language policy, which includes language representations and language practices. The author claims that official language education policies, advertisements of language institutes, course books, language tests, etc. are policy devices, and, therefore, create the real language policy. At the same time, the variety of devices is used to manipulate and perpetuate the language practices. In the analysis, I adopt the perspective of English language policy in Brazil as a representation policy. That representation policy can occur through the need of learning English to have excellent job opportunities. Moreover, as English is considered the international language recently, proficient users of that language are in high demand in Brazil, increasing the interest in language tests. The research is characterized as qualitative and based on the principles of ethnography (ANDRÉ, 2008; BORTONI- RICARDO, 2008; FLICK, 2009; MOITA LOPES, 1994, 1996b). The data collecting method was semi-structured interviews with students of a preparatory course for the Unicamp Entrance Examination and other students preparing for the FCE exam, both of which are located in Campnias (SP). By means of the interviews, I sought to identify the English language representations, as well as the students? representations regarding the Unicamp Entrance Examination and the FCE exam. After identifying those representations, I tried to show that the exams discussed in this study play a significant role in maintaining language behaviors and language practices, thus, ensuring the English representation policy in Brazil
Subject: Universidade de Campinas - Vestibular
Língua inglesa
Política linguística
Lingua inglesa - Exames
Avaliação de proficiência
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
RibeirodaSilva_Elias_D.pdf1.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.