Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269558
Type: TESE
Title: A redação no ENEM e a redação no 3º ano do ensino médio : efeitos retroativos nas práticas de ensino da escrita
Title Alternative: Writing in the ENEM exam and writing at the third grade of high school : washback on teaching practices
Author: Vicentini, Monica Panigassi, 1985-
Advisor: Scaramucci, Matilde V. R., 1951-
Scaramucci, Matilde Virginia Ricardi, 1951-
Abstract: Resumo: O Exame Nacional do Ensino Médio passou a ser um mecanismo único de acesso ao ensino superior em 2009 e, como tal, tornou-se um exame de alta relevância para aqueles que almejam uma vaga no ensino superior público. Essa nova condição dá ao exame potencial para exercer efeitos no ensino que o precede. Esse impacto é um fenômeno denominado pela literatura de "efeito retroativo". O fenômeno é de grande interesse de pesquisadores da área de avaliação, na medida em que permite entender melhor a relação de exames com práticas de ensino e com a aprendizagem, com implicações para o aprimoramento dos exames. Apesar de alguns estudos sobre efeito retroativo terem sido realizados em contexto brasileiro, há uma lacuna no que se refere ao efeito retroativo da prova de redação do ENEM no processo de ensino e aprendizagem. Dessa forma, esta dissertação procurou suprir essa lacuna, investigando a influência desse exame nas práticas de ensinar de duas professoras de terceiro ano do ensino médio, sendo uma delas do ensino público e a outra do ensino privado. Escolhemos o terceiro ano por ser de conhecimento geral que essa etapa do ensino básico é diretamente influenciada pelos vestibulares. Com a proposta de uma pesquisa qualitativa de cunho etnográfico, observamos práticas de sala de aula, fizemos anotações de campo e entrevistamos professoras e alunos, triangulando esses dados com a análise de documentos oficiais do exame. Nossos resultados mostram existência de efeito retroativo nas percepções, atitudes e práticas da professora da escola privada; no contexto da escola pública, entretanto, esse efeito se dá apenas nas percepções e atitudes da professora, ou seja, em seu discurso, mas não em sua prática. Fatores diversos são responsáveis por esses resultados (WATANABE, 2004). Enquanto na escola privada, fatores relativos ao teste propriamente dito, tais como sua natureza, formato e habilidade avaliada favorecem a existência do efeito, o mesmo não acontece na escola pública. Fatores pessoais, tais como as crenças e o grau de conhecimento sobre o exame, também são determinantes na ocorrência de efeitos. A dimensão de valor, ou seja, avaliar um efeito como positivo ou negativo, questão bastante complexa dentro dos estudos sobre efeito retroativo, é igualmente abordada neste trabalho, mostrando que esse julgamento depende de quem faz a apreciação (ALDERSON, 1992). Professora e alunos da escola privada, por exemplo, avaliam positivamente a abordagem de ensino para o ENEM utilizada na escola, ao passo que, a nosso ver, o treinamento de estratégias para a realização do exame é negativo. Nossos resultados confirmam a hipótese levantada em outros estudos de que um mesmo teste exerce efeitos distintos, de maior ou menor intensidade, em alguns professores e alunos e não necessariamente em outros. Este trabalho, além de cumprir com o objetivo de contribuir com a área de estudos sobre efeito retroativo e de colocar o ENEM em discussão, aponta para a necessidade da ampliação do número de pesquisas sobre efeito retroativo no contexto da prova de redação do exame

Abstract: The Exame Nacional do Ensino Médio ¿ a Brazilian high school examination known as ENEM ¿, which was officially a nationwide achievement test, became an entrance examination in 2009. Along with that, it has also become a high-stakes test for those who seek admission to the Brazilian public universities. This new status provides great potential for ENEM to cause washback on the process of teaching and learning. This impact is of great concern to testing and assessment researchers since the study of washback can lead to debates about teaching and learning and to refinements of the examinations. Although some washback studies have been conducted in the Brazilian context, there is a lack of studies regarding the washback of ENEM¿s writing test on teaching and learning. Therefore, this research has sought to fill this gap by investigating the washback of the writing test on the teaching practices of two third-grade high school teachers, one from a public school and the other from a private school. We chose the third year of high school because it is known that, in Brazil, this stage is directly influenced by entrance examinations. We have run a qualitative study based on ethnographic instruments such as classroom observations, field notes and interviews with the teachers and with some of their students. Our findings reveal the existence of washback on the private-school teacher¿s perceptions, attitudes and practices; in the public school, however, washback is present only on the teacher¿s perceptions and attitude, that is, in her discourse, but not in her practice. Different factors mediate the process of washback being generated (WATANABE, 2004). While in the private school, test-related factors, such as its nature, format and skills being tested facilitate the existence of washback, the same does not happen in the public school. Personal factors such as teachers¿ beliefs and the extent to which teachers know the test also determine the occurrence or absence of washback in both contexts. The dimension of value, which means, the evaluation of washback as positive or negative, a complex matter in the studies of washback, is also addressed in this research. The study confirms that the value depends on the people who the evaluation is for (ALDERSON 1992). The private school teacher and her students, for instance, agree on the beneficial effect of teaching to ENEM, whereas this study sees the same approach as strategy coaching and, therefore, harmful. Our results also confirm the hypothesis that the same test can cause different effects, of higher or lower intensities, in some teachers and students, but not in others. In addition to contributing to the area of study and to putting ENEM into discussion, this dissertation points out to the necessity of more washback research about the writing test in ENEM
Subject: Exame Nacional do Ensino Médio (Brasil)
Efeito retroativo
Ensino médio
Avaliação
Prática de ensino
Escrita - Estudo e ensino
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Vicentini_MonicaPanigassi_M.pdf6.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.