Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269554
Type: TESE
Title: Escola Makuxi : identidades em construção
Author: Freitas, Deborah de Brito Albuquerque Pontes
Advisor: Cavalcanti, Marilda do Couto, 1948-
Abstract: Resumo: Esta tese enfoca um dos cem aldeamentos indígenas Makuxi brasileiros, a Maloca da Raposa, e tem como objetivo descrever e discutir a construção de identidades na sua relação com a língua Makuxi. O foco central de análise é a escola, mas outras fatias da comunidade, como igrejas e associação de artesanato feminino, também são consideradas: assim como a sociedade circundante próxima, Boa Vista, a capital do estado de Roraima.Os registros foram coletados dentro da perspectiva etnográfica (Erickson, 1989), a partir da elaboração de diários de campo, gravações de aulas em áudio e entrevistas. A análise os transformou em dados queforam entrecruzados, visando suas confirmações ou contestações.Inicialmente, é apresentada a história de contato dos Makuxi e a descrição etnográfica da Maloca da Raposa; em seguida, a educação escolar é entendida a partir da análise da construção de projetos educacionais indígenas; o perfil sociolingüísitco da comunidade é traça~o; a aula de língua indígena é caracterizada em termos de abordagem de ensino; e, por fim, as línguas e culturas envolvidas são consideradas no processo de construção de identidades. No decorrer da análise, alguns conceitos básicos são discutidos, como: bilingüismo, educação bilíngüe, diglossia, conflito lingüístico, atitude, identidade e cultura. O ponto central da tese é a discussão do que é "falar" para os Makuxi da Raposa. Como expectativa, este trabalho almeja provocar o aprofundamento das questões pontuadas, buscando preencher uma lacuna existente em termos de diagnósticos precisos, que sirvam de base teórico-práticas para viabilizar planejamentos educacionais coerentes com a realidade e os anseios das minorias lingüísticas, neste caso, os Makuxi da Raposa

Abstract: This thesis is focused one of hundred Brailian Indian Makuxi villages, Maloca da Raposa, and is aimed to describe and argue the construction of identities in its relation with Makuxi language. The main focus of analysis is the school, but other parts of the community, as churches and female hancraft association, are also taken into count; as well as the near surrounding society, Boa Vista, the capital of the state of Roraima. The registers were collected according to the ethnographic perspective (Erickson, 1989), from the elaboration of field word, audio recordings of classes and interviews. The analysis was transformed into data which were intercrossed, aiming at confirmations or debates. Initially, it is presented the contact history of Makuxi and the ethnographic description of Maloca da Raposa; then, the school education is understood from the analysis of the construction of indigenous educational projects; the community sociolinguistic profile is traced: the indigenous language lesson is cahacterised in terms of education approach; and, finally, the languages and cultures involved are -considered in the process of construction of identities. Along the analysis, some basic concepts are argued as: bilingualism, bilingual education, diglossia, linguistic conflict, attitude, identity and culture. The main concern of the thesis is to discuss what "to speak" to Makuxi from Raposa is. As expectation, this work longs for examining thoroughly the climed issues, to search for filling na existing gap in terms of precise backgrounds, which may be used as theoretical-practical base to make coherent educational plans feasible, with reality and yearnings of the linguistics minorities, in this case, the Makuxi from Raposa
Subject: Educação bilingue
Identidade
Bilinguismo
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2003
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Freitas_DeborahdeBritoAlbuquerquePontes_D.pdf4.78 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.