Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269544
Type: TESE
Title: Naquela comunidade rural, os adultos falam " alemão" e "brasileiro". Na escola, as crianças aprendem o portugues : um estudo do continuum oral/escrito em crianças de uma classe bisseriada
Author: Pereira, Maria Ceres
Advisor: Cavalcanti, Marilda do Couto, 1948-
Abstract: Resumo: Com esse estudo etnográfico procurei apresentar aspectos relativos ao continuum oral/escrito em uma comunidade bilíngüe (alemão/português (brasileiro)), localizada na região oeste paranaense. Os resultados mostraram, que os membros daquela comunidade de fala usam um alemão dialetal próprio do grupo, que como língua da solidariedade usam o brasileiro e o português como língua da escola, que serve de "modelo" para a escrita, em geral de caráter mais oficial, (editais, atas, convites etc...). Sendo assim, evidenciou-se um contexto não somente bilíngüe, mas dialetal. A ecologia lingüística "permite" uma distribuição diglóssica de que se vale cada falante tendo em vista a rede de relação social a que se inscreve. Por outro lado, essa riqueza lingüística "provoca" conflitos de identidade étnico-lingüística levando as pessoas a ora de identificarem como "brasileiras", ora como "alemãs". O repertório lingüístico dos falantes (do alemão/brasileiro e do português da escola) se coloca em relação com as quatro habilidades do falar, ler, ouvir e escrever e estas são tomadas pelos membros da comunidade como parâmetro para medir proficiência de bom ou mal falante; ou como critério para julgar o que é saber ou não determinada língua (alemão no caso). Os resultados mostraram, ainda, que não é possível separar a escola (contexto micro) da comunidade (contexto macro), porque há uma inter-relação entre os "modelos de escrita" da escola e os que circulam pela comunidade. As crianças, por sua vez, porque participam dos eventos de letramento da comunidade, levam-nos para a sala de aula como auxiliares no momento em que desenvolvem tarefas escolares. Em termos das formas interacionais, evidenciou-se que o modelo apreendido nas famílias se reporta para a sala de aula refletindo-se na tomada ou não do turno por parte dos alunos. O professor, membro da comunidade, mostrou-se competente para lidar com a cultura própria do contexto e da própria sala de aula. Deve-se isso, à sua intuição, pois a formação não lhe ofereceu bases para trabalhar em contexto como esse. As crianças, por sua vez, têm conseguido promoção escolar muito mais por "descobrirem" as "respostas certas" do LD do que pelo conhecimento gramatical/escolar da língua portuguesa

Abstract: The focus of this research was the study of some aspects related to the continuum oral/writing in a bilingual community (German/Portuguese) located in the west of Paraná. The results showed that members of the speech community speak a German dialect which is proper of that group, and they also speak a solidarity language. This solidarity language is named "Brazilian" ( brasileiro). Besides these two languages (dialects) there is another one, Portuguese which is considered the model (pattern) for official texts as well as any kind of written message. This context can be considered bilingual and bidialect as well. On the one hand, the linguistic ecology allows a diglossic distribution in a net of social relationship. On the other hand this linguistic richness causes conflicts of ethnic linguistic identity It makes people identify themselves sometimes as Brazilians and sometimes as Germans. The proficiency of the speakers in German Brazilian and the standard Portuguese (the language of the school) is evaluated by the community members considering the four linguistic abilities speaking, reading, comprehension and writing, which is considered the most important ability
Subject: Bilinguismo
Linguagem e cultura
Contato linguístico
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1999
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pereira_MariaCeres_D.pdf43.52 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.