Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269508
Type: TESE
Title: A construção do discurso narrativo em contexto escolar
Author: Vargas, Suzana Lima
Advisor: Mayrink-Sabinson, Maria Laura Trindade, 1945-
Abstract: Resumo: Este trabalho teve como objetivo refletir sobre a construção da relação entre a oralidade e a escrita pela criança na atividade de narrar oralmente e por escrito, e refletir sobre como o adulto contribui neste processo. O tema da pesquisa pareceu-nos pertinente devido ao fato de as escolas esperarem que as cnanças estejam produzindo bons textos narrativos ao final das séries iniciais. Nossas questões específicas de pesquisa foram, portanto: (a) investigar se há espaços em contexto escolar de alfabetização para o desenvolvimento do discurso narrativo oral e escrito; (b) investigar quais as orientações e os limites fornecidos pelo adulto e pelas crianças para a construção de narrativas orais e escritas. Para responder a essas questões, coletamos dados durante os meses de maio e junho de 1992, em duas turmas de 1a. série, de duas escolas da região de Campinas, (uma pública e outra particular). Os dados foram obtidos em visitas semanais às duas escolas, através do registro. em audio de algumas interações em torno da produção de narrativas orais (47 horas de gravação) e através da participação em alguns momentos de produção de narrativas escritas (em torno de 300 produções de texto). Analisando os dados, percebemos que, apenas esporadicamente eram sistematizadas atividades em torno do discurso narrativo oral e escrito, apesar de as, professoras das duas turmas terem dito valorizar a narrativa enquanto tipo de discurso a ser trabalhado. Observamos que a maioria das produções escritas e orais dos sujeitos da pesquisa não podem ser definidas como narrativas, mas, talvez, como "historinhas" que repetem o que a escola lhes disse ou como textos que apresentam o predomínio de elementos descritivos. Encontramos algumas situações que evidenciaram a constituição das especificidades das duas modalidades lingüísticas pelas crianças, que adequam o uso de determinados recursos expressivos da oralidade e da escrita ao contexto de produção discursiva. Nesse processo, notamos a contribuição da professora e das outras crianças, que atuavam no modo de dizer do outro, com comentários que vão desde as convenções ortográficas às questões sobre o conteúdo do texto lido, sua informatividade, a veracidade das informações fomecidas, os tipos de mecanismos coesivos utilizados, ou seja, adulto e criança realizam intervenções no sentido de promover uma discussão sobre quais as estruturas apropriadas ou não, na construção de textos orais e escritos. Os resultados apontam para a necessidade de se estabelecer uma mediação entre a oralidade e a escrita através de práticas de uso da linguagem que viabilizem a construção de hipóteses sobre as duas modalidades, como manifestações lingüísticas que ora se aproximam e ora se afastam no seu modo de significar

Abstract: Not informed.
Subject: Comunicação oral
Comunicação escrita
Alfabetização
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1994
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Vargas_SuzanaLima_M.pdf19.01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.