Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269475
Type: TESE
Title: Os discursos educacional e pedagogico da avaliação emancipatoria : conflitos e contrapontos
Author: Nascimento, Martha Christina Ferreira Zoni do
Advisor: Coracini, Maria José Rodrigues Faria, 1949-
Coracini, Maria Jose R. F.
Abstract: Resumo:Esta dissertação visa a contribuir, ainda que modestamente, para uma nova ordem do discurso da avaliação sobretudo no que concerne à questão teoria/prática da avaliação nas escolas. Nossa hipótese é a de que, embora o discurso educacional sobre a avaliação emancipatória circule na instituição loeus de nossa pesquisa, como um regime de verdade, as práticas discursivas de sala de aula, especificamente as práticas discursivas de avaliação não refletem esse discurso. Para a verificação de nossa hipótese, analisamos o texto intitulado Sistemática de Avaliação e textos gerados em interações em aulas de Língua Portuguesa para o segundo e terceiro ciclos do Ensino Fundamental,tomando por base a perspectivada Análise do Discursode Linha Francesa. A análise do corpus nos mostrou que, no que tange ao discurso educacional sobre a avaliação, estratégias argumentativas são acionadas no intuito de legitimar a concepção de avaliação emancipatória e a provocar consenso na comunidade escolar sobre essa concepção. O discurso pedagógico da avaliação, todavia, em contraponto ao que apregoa uma concepção emancipatória de avaliação, através de mecanismos óptico enunciativos, mantém sujeito o indivíduo disciplinar. Vimos, ainda, que o professor, mediante o exacerbamento de políticas de afeto, coíbe a participação do aluno como sujeito enunciador. Por fim, pudemos perceber que em um sistema em que a aula se transforma em uma cerimônia de objetivação a fim de que o aluno possa ser avaliado, o foco do professor não está na avaliação do processo ensino-aprendizagem, mas na avaliação de micro-produtos

Abstract: This dissertation aims to contribute, although modestly,to a new order in the evaluation discourse mainly in what is concerned with the issue of the discourse about/in evaluation at schools. Our hypothesis is that althought the educational discourse about the empowering evaluation circulates in the institution locus of our research as a true regimen, the discursive practices of classroom, specifically the discursive practices of the evaluation, do not reflect this discourse. To verify our hypothesis, we analyzed the text entitled Sistemática de Avaliação and the texts produced in the interactions carried in Portuguese Language classes of the Primary School, based on the French perspective to Discourse Analysis. The analysis showed us that, in relation to the educational discourse about the evaluation, argumentative strategies are put in action for the porpose of legitimating the conception of empowering evaluation and promoting consensus in the school community concerning this conception. The pedagogical discourse of evaluation, however, through optic-enunciative mechanisms, keeps the individual of the discipline as a subject. It was seen, yet, that the teacher, by means of the exacerbation of a policy of affection, cohibits the participation of the student as a enunciating subject. We finally consider that, in a system where classes are transformed in a cerimony of objectification in order to the student be evaluated, the teacher's focus is not in the evaluation of the teaching-Iearning process, but in the evaluation of micro-products
Subject: Análise do discurso
Linguagem
Lingua materna - Avaliação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2001
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Nascimento_MarthaChristinaFerreiraZonido_M.pdf3.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.