Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269471
Type: TESE
Title: Jogos imaginarios : uma analise discursiva de cursos de atualização do professor de lingua estrangeira
Author: Uyeno, Elzira Yoko
Advisor: Coracini, Maria José Rodrigues Faria, 1949-
Coracini, Maria Jose R. F.
Abstract: Resumo: Objetivando contribuir para a reflexão sobre o processo de formação continuada do professor, e para o ensino de LE, em particular, buscou-se rastrear na materialidade lingüística, manifestada pelos participantes da interação de cursos de atualização, o imaginário discursivo que constitui as condições de produção, por sua vez, atravessadas pelo momento históricosocial. Mais especificamente, objetivou-se saber como as formações imaginárias afetam a formação do professor-aluno. Para tanto, foram analisadas gravações em áudio das interações estabelecidas nesses cursos, num total de quarenta e cinco horas. Para que se pudesse embasar e confrontar o que é dito nessas interações e o que se pensa que se faz, foram associadas a essas falas respostas a um questionário dirigido aos professores-alunos. Numa visão pós-saussariana, implicando em estabelecer uma ruptura com a dicotomia língua/fala, da língua enquanto fenômeno social e da fala, enquanto fenômeno individual, abandonou-se a problemática centrada sobre o sujeito falante, para uma problemática dos sistemas de representação. Partindo-se do componente situacional, chegou-se à análise do componente lingüístico propriamente dito, tendo sido analisado o tempo, a pessoa e a modalidade como manifestações do jogo imaginário, cujas enunciações demonstraram não serem produzidas por um determinado sujeito, mas correlatas de uma certa posição sociológica na qual os enunciadores se revelam substituíveis. A atividade discursiva produzida nos cursos de atualização revelouse, assim, restringida pelo quadro institucional nos quais se cristalizam conflitos históricos, sociais, que delimitam um espaço próprio, em decorrência de um jogo tácito, socialmente adquirido de representações ou de imagens, cujas regras previamente estabelecidas são tacitamente aceitas pelos actantes, ao mesmo tempo em que deles dependem. Esse jogo garante o funcionamento orgânico dos cursos de atualização, ao mesmo tempo em que legitima o conteúdo veiculado, portanto, autorizado e, como tal inquestionado, sobretudo porque representa o saber aceito e mantido pela formação social. Esse jogo mantém, também, aparentemente inalterado e reproduz o paradigma tradicional da situação pedagógica de sala de aula, bem como o caráter de treinamento desses cursos, não promovendo o deslocamento pretendido. Esse aparente detenninismo dos jogos discursivos produzidos nessa interação, no entanto, não consegue apagar a inefabitidade queeixa resvalar sua vontade de ser aceito como um ser livre e não apenas sujeitos substituíves. Levar o professor a refletir sobre o próprio trabalho, investigando suas contradições e buscando alternativas para o seu dia-a-dia, deve ser objetivo que progressivamente venha a substituir, em projetos educacionais, o mero treinamento de habilidades ou procedimentos previamente estabelecidos pelos especialistas

Abstract: Aiming contributing for the reflextion about the teacher formation process, and about English as Second Language teaching, in particular, it was tried to find in the linguistic materiality produced by the participants of the Teacher Training Courses, the imaginary discourse that constitute the production condition, wich is crossed by the historic-social moment. Specifically, the goal was knowing how the imaginary formations affect the teacher-student formation. For that, it was analysed the produced interactios in these courses recorded in audio tapes. In order to compare what is said in these course and what the participants of the interaction think it was associated to the produced enouciations, anwers to a questionary. Based on a pos-saussurrean vision, implying in leaving the langue/parole dicotomy, language as a social manifestation and parole, as individual manifestation, it was abandoned the speaking-subject centered question to the representation system question. Starting from the situational component reaching the linguistic component, it was anlysed the modality as the "imaginary game" manifestations, whose enounciations showed being produced not by a certain subject, but in according to certain sociological position in which the speakers showed exchangeble. Thus, discoursive activity, produced in Teacher Training Courses, showed restricted by an institutional frame in which historic, social conflicts crystalize, construct a proper space, in reason of a tacit and socially adquired representations or imaginary game, which roles previously stablished are tacitaly accepted by the actants, and simultaneously depending on them. This "game" guarantee the organic working of these courses, and, at the same time legitimate the content, therefore autorized and unquestionated because represents the knowlwdge accepted and maintained by social formation. This game also reproduce the tradicional paradigm of the pedagogic situation of the class and also the training character of these course, do not promoting the intended change. Motivating the teacher to reflect about the proper pedagogic praxis, investigating their contradiction and searching for alternative should be the goal that, progressively, come to substitute, in education projects, the simple previously stablished abilities or procedures by the specialists
Subject: Aquisição da segunda linguagem
Análise do discurso
Linguística aplicada
Professores de linguas
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1995
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Uyeno_ElziraYoko_M.pdf22.26 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.