Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269455
Type: TESE
Title: Espaço-temporalidade, ressemiotização e letramentos : um estudo sobre os movimentos de significação no terceiro espaço
Title Alternative: Spatio-temporality, resemiotization and literacies : a study on the meaning-making movements of third space
Author: Scheifer, Camila Lawson, 1983-
Advisor: Buzato, Marcelo El Khouri, 1965-
Abstract: Resumo: Esta tese representa uma tentativa de estabelecer teórica e empiricamente possíveis pressupostos para uma pedagogia de letramentos que assuma o espaço como uma prática social ¿ um terceiro espaço - que abarca dimensões tanto materiais quanto simbólicas. Com base em um projeto pedagógico interdisciplinar desenvolvido em uma classe de alunos de quinto ano, o estudo se propõe a gerar uma racionalidade espacial e um conjunto de ferramentas conceituais e analíticas alternativas que nos permitam pensar letramentos e aprendizagem como produtos e produtores de espaço-temporalidades. Estou particularmente interessada em entender como os alunos produzem significação enquanto cruzam espaços diversos através do engajamento com múltiplos letramentos, textos, discursos, atores, objetos, mídias e modalidades, e como esses processos de significação (re)constrõem conhecimentos, subjetividade e relações de poder em sala de aula. Tendo como referência teóricos que afirmam que o espaço não é meramente o pano de fundo estático onde a ação sócio-histórica se desenrola, mas um construto social que resulta de uma série de colonizações temporárias problemáticas que dividem e conectam as coisas em diferentes tipos de coletivos, estou também interessada no papel material, simbólico e corpóreo dos processos de significação na criação das colonizações temporárias das quais o espaço resulta. Inicialmente, faço uma crítica em relação à noção sociocultural de espaço subjacente aos Novos Estudos de Letramentos. Aponto a necessidade premente que as novas tecnologias nos impõem de abrirmos o contêiner no qual temos depositado nossas compreensões acerca das práticas escolares. Influenciada pela Virada Espacial de Lefebvre e Soja, tomo a relação espaço e tempo, sob óticas distintas e em face de diferentes problemáticas, como base de minhas reflexões teóricas. Proponho a Teoria-Ator-Rede como uma abordagem metodológica para o estudo do espaço e tempo (espaço-temporalidade) e da significação, uma vez que não toma suas dimensões materiais e simbólicas, humanas e não humanas, como descontínuas. Portanto, condizente como a interpretação espacial que estou a propor. No estudo empírico etnográfico, busco rastrear os movimentos de ressemiotização engendrados ao longo do projeto pedagógico, e as espacializações neles implicadas, no intuito de compreender como o espaço vai sendo articulado, negociado e resistido. A análise espacial dos eventos de letramento que compõem o projeto tornou possível a identificação de loci de aprendizagem, poder, criatividade e subjetividade, os quais possivelmente não teriam emergido sob outra perspectiva

Abstract: This thesis represents an attempt to theoretically and empirically establish possible assumptions for a pedagogy of literacies that assumes space as social practice ¿ a third space ¿ that comprehends both material and symbolic dimensions. Based on an interdisciplinary pedagogical project carried out in a fifth grade classroom, the study aims to draw a spatial rationality and a set of conceptual and analytical tools that enable us to think of literacies and learning as products and producers of spatio-temporalities. I am particularly interested in understanding how students make meaning while traversing different spaces through the engagement with multiple literacies, texts, discourses, actors, objects, media and modalities, and how these meaning-making processes (re)build knowledges, subjectivities and power relations in the classroom. Informed by theorists who assert that space is not merely the external static background where sociohistorical action takes place, but a social construct that results from the outcome of a series of problematic temporary settlements that divide and connect things up to different kinds of collectives, I am also concerned with the role of material, symbolic and embodied meaning-making processes in creating the temporary settlements of which space results. Initially, I make a critique of the sociocultural notion of space underlying the New Literacy Studies. I point to the urgent necessity the new technologies pose to open the container in which we have been depositing our understandings of school practices. Influenced by Lefebvre and Soja's Spatial Turn, I take time and space relation, under distinct perspectives and in light of different issues, as the basis for my theoretical discussions. I propose Actor-Network-Theory as a methodological approach for the study of space and time (spatio-temporalities) and meaning-making, since it does not see their material and symbolic, human and non-human, dimensions as discontinuous. Thus, in line with the spatial interpretation I am trying to articulate. In the ethnographic empirical study, I follow the resemiotization movements produced throughout the pedagogical project and the spatializations related to them, in order to understand how space is being articulated, negotiated and resisted. The spatial analysis of the literacy events that are part of the project made possible the identification of loci of learning, power, creativity and subjectivity, which possibly would not have emerged under another perspective
Subject: Espaço e tempo em linguagem
Semiótica
Letramento
Significação (Filosofia)
Hibridismo
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Scheifer_CamilaLawson_D.pdf3.59 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.