Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269427
Type: TESE
Title: Provisões para ensinar LE no ensino fundamental de 1. a 4. series : dos parametros oficiais e objetivos dos agentes
Author: Rocha, Claudia Hilsdorf, 1965-
Advisor: Almeida Filho, José Carlos Paes de, 1948-
Filho, Jose carlos Paes de Almeida
Abstract: Resumo: Esta pesquisa, de natureza qualitativa e de base etnográfica (André, 2003), tem como centro de seu estudo o processo de ensinar e aprender línguas estrangeiras (inglês) nos dois primeiros ciclos do Ensino Fundamental, aqui representado por duas escolas da rede municipal e uma escola particular, localizadas em uma pequena cidade do interior paulista. Os objetivos centrais deste trabalho voltaram-se, primeiramente, para a elaboração de justificativas e provisões teóricas para a condução do ensino em questão. Para tanto, desenvolvemos, inicialmente, uma análise documental (PCN-LE), em busca de orientações que pudessem ser transpostas para o contexto especificado. Propusemo-nos, também, ao construir nossas proposições, a ouvir as vozes dos agentes, direta e indiretamente, envolvidos no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras, a saber, diretores, coordenadores, professores de sala, professores de línguas, alunos e pais, a fim de investigarmos seus objetivos e crenças frente ao processo. O referencial teórico que embasou nosso trabalho constituiu-se por estudos voltados à criança como aprendiz de línguas (Cameron, 2001, 2003; Wood, 1998), à natureza comunicacional (Almeida Filho, 1993, 2005) e sociointeracional (Vygotsky, 1998, 2001) da linguagem e da aprendizagem, à noção de linguagem como discurso (Bakhtin, 2003, 2004) e às crenças no ensino de línguas (Barcelos, 2004), sob um viés sociocultural e discursivo (Alanen, 2003; Dufva, 2003). Os resultados indicam a necessidade de diretrizes teórico-práticas especificas para o ensino-aprendizagem de línguas nas séries iniciais do Ensino Fundamental, as quais respeitem a natureza ativa da criança e os aspectos que a motivam a aprender uma língua estrangeira, como também garantam a função formadora desse ensino. Nossos dados revelam, ainda, a importância de desmistificarmos algumas crenças comuns ao contexto investigado, consideradas inibidoras da aprendizagem, tais como a impossibilidade de o ensino de línguas ocorrer, de maneira efetiva, na escola regular (pública). Evidenciamos, também, no estudo, que as crenças dos participantes se encontram em tensão a este respeito, na medida em que tal crença pode servir de instrumento de manutenção da exclusão social por meio do ensino de línguas. Em suma, este trabalho mostra a necessidade de investigação mais profunda a respeito das crenças e objetivos dos alunos, professores e terceiros, visando redimensionar o ensino de línguas em escolas regulares, tornando-o mais próximo das expectativas dos participantes, e, também, mais significativo

Abstract: The aim of this work is to develop theoretical guidelines and propositions concerned with the teaching of English as a foreign language at primary level. The research was carried out in two public schools and in a private one, which were all located in a small city in the countryside of São Paulo State. In order to carry out our study, we firstly investigated into the official document entitled ¿Parâmetros Curriculares Nacionais ¿Língua Estrangeira¿ (National Curricular Parameters for the Foreign Language Teaching), which presents officially established directions to guide such process. We were searching for some teaching orientation that could possibly be adapted to the teaching of English in the first grades. At the same time, we aimed at investigating the beliefs of the participants of the English teaching and learning process, such as the (English) teacher, the student, the coordinator, the director and the parents, as well. The theoretical framework was based upon studies on how children think and learn (Wood, 1998, Cameron, 2001), on the social interactionist (Vygotsky, 1998, 2001) and communicative (Almeida Filho, 1993, 2005) approaches to language and to language learning, on the view of language as discourse (Bakhtin, 2003, 2004) and, also, on the concept of beliefs related to the English teaching and learning (Barcelos, 2004) in a sociocultural and bakhtinian perspective (Alanen, 2003; Dufva, 2003). Our results show that some beliefs seem to be in conflict with others, as far as the belief that it is impossible to learn English effectively in public school is concerned. Some participants deny this conception, while others reinforce it, which can be related to social exclusion. Our data also point to the fact that some myths or strong beliefs must be deconstructed, so that we can have some positive transformations happen with regard to the foreign language teaching/learning process in Primary Education
Subject: Língua estrangeira - Estudo e ensino
Crianças - Formação
Ensino fundamental
Educação - Finalidades e objetivos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rocha_ClaudiaHilsdorf_M.pdf3.36 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.