Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269408
Type: TESE
Title: A motivação para aprender lingua estrangeira (ingles) em contexto de ensino interdisciplinar
Author: Baghin, Debora Cristina Mantelli
Advisor: Almeida Filho, José Carlos Paes de, 1948-
Filho, Jose carlos Paes de Almeida
Abstract: Resumo: Esta pesquisa analisa a manifestação da motivação de alunos de uma sa série, em escola pública, para aprender língua estrangeira (LE) (Inglês) em conte}, 10 de ensino interdisciplinar. Ao considerar a sala de aula nesta investigação, contexto principal, e, às vezes, exclusivo de contato do aluno com a LE, este estudo revela a complexidade na qual se procede essa manifestação, apontando para o seu caráter multifacetado, composto e oscilante. Fatores são apontados como influenciadores da motivação dos aprendizes para a aula. Com base na categorização proposta por Viana (1990), esses fatores são especificados em lingüísticos, metodológicos, sócio-ambientais, físico-ambientais, físico humanos e externos. Suas ações (concomitantes), estimulando e/ou desestimulando essa variável, são reconhecidas como provocadoras da configuração oscilante de sua manifestação durante o processo. O referencial teórico traz considerações a respeito de estudos que tratam da análise da motivação de alunos (contemplando ou não a sala de aula), no âmbito nacional e internacional de ensino de segunda língua (L2) e LE. Esse referencial traz também considerações a respeito das possíveis interpretações de interdisciplinaridade, como também de propostas apresentadas pelos Programas de Ensino de L2/LE com Conteúdos, estabelecendo algumas das diretrizes subjacentes da proposta de ensino interdisciplinar, em cujo contexto de desenvolvimento se deu este estudo. Contemplam-se ainda nesse referencial teórico, questões relacionadas à interação em sala de aula, através, principalmente, de perspectivas da Lingüística Aplicada e da Sociolingüística Interacional. Nas considerações finais deste trabalho, através de uma interpretação oriunda da análise dos dados, os fatores lingüísticos e metodológicos revelam-se como os mais apontados pelos alunos como influenciadores de sua motivação para a aula. Daí confirma-se a importância que têm os conteúdos trabalhados em aula, como também, os recursos e procedimentos metodológicos utilizados dentro do âmbito de ensino/aprendizagem das LEs. Nesse sentido, a proposta de ensino interdisciplinar apresenta-se válida, pois pode-se verificar durante o processo (e também no seu final), alunos, em sua grande maioria, satisfeitos com o curso, e reconhecedores de estarem aprendendo não só a LE como conteúdos de outras disciplinas. No entanto, a análise realizada, aponta alguns aspectos que se apresentaram como problemáticos e/ou negativos dessa proposta, como: "a utilização de material didático artesanal (mimeografado e manuscrito); e o pouco intercâmbio realizado com os professores das disciplinas cujos conteúdos estavam sendo abordados nas aulas de LE. Com relação ao professor de LE, esta pesquisa salienta o seu importante papel, como influenciador da motivação dos alunos para a aula, e para a aprendizagem da língua-alvo. Através deste estudo, espera-se que eles possam começar a compreender a motivação dos alunos para a aula com maior amplitude, reconhecendo sua complexidade, buscando'medidas para manter sob controle os fatores motivacionais que operam no processo de ensino/aprendizagem de línguas no ambiente escolar

Abstract: Not informed.
Subject: Lingua inglesa - Estudo e ensino - Falantes estrangeiros
Motivação na educação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1993
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Baghin_DeboraCristinaMantelli_M.pdf5.44 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.