Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269260
Type: TESE
Title: Tinha um genero no meio do caminho : a relevancia do genero para a constituição do estilo em textos de escolares
Title Alternative: There was a genre in the middle of the way: the relevance of the genre to the style constitution in student's texts
Author: Pereira, Marcia Helena de Melo
Advisor: Fiad, Raquel Salek, 1948-
Abstract: Resumo: Esta tese parte da consideração de Bakhtin (1997) [1952-1953] de que o estilo individual está ligado ao enunciado e aos gêneros do discurso e procura discutir essa relação contígua com base em dados do processo de construção de textos escritos por alunos do ensino Médio. Para Bakhtin, todo e qualquer gênero de discurso constitui um estilo próprio de enunciação, a que ele denomina de estilo funcional. O estilo individual é construído no interior de estilos socialmente compartilhados. Logo, há uma estreita relação entre estilo individual e gênero. Alguns gêneros, no entanto, permitem mais contribuições estilísticas do que outros, como é o caso típico da literatura. A maior contribuição que este trabalho pode dar para o enriquecimento das discussões que ora têm sido feitas sobre essa relação entre estilo individual e gênero está no material de pesquisa que possuímos. Ele é de natureza processual, o que nos permite fazer uma análise que transcende o produto final, o texto. Citando a metáfora do iceberg, podemos dizer que o texto definitivo é apenas a ponta do iceberg, que esconde o efeito da própria gênese do texto. Até chegar ao texto considerado pronto, o escrevente apaga, substitui, acrescenta palavras, frases, parágrafos inteiros, promove novas ordenações etc., operações estas que, se registradas, podem constituir-se em dados privilegiados para a compreensão da relação que esse escrevente mantém com o texto e com o discurso que o envolve, além de poderem ser uma importante fonte de informação para se averiguar a existência de traços de estilo, tanto individuais quanto genéricos, em textos de escolares. Entendemos por estilo o trabalho de escolhas (Granger, 1968; Possenti, 1988) realizado na linguagem. Bakhtin (1997) enfatiza que essas escolhas lingüísticas estão extremamente atreladas ao gênero do discurso utilizado. Dentro da perspectiva Bakthiniana, pelos dados que analisamos, postulamos que o trabalho com os gêneros do discurso é que fundaria e fundamentaria os trabalhos estilísticos. Na conclusão da tese, procuramos pensar nos indícios estilísticos individuais encontrados na análise dos dados como possíveis traços de autoria, tomando por base a definição de autoria de Possenti (2001, 2002a). O autor aponta a 'singularização¿ ao lado de 'tomada de posição¿ como competências que definiriam autoria. Em decorrência, o conceito estaria associado ao estilo, o que nos permitiu fazer tal discussão

Abstract: This thesis develops under Bakhtin¿s consideration (1997) [1952-1953] in which the individual style is connected with the enunciation and with the discourse genres and seeks to discuss such contiguous relationship based upon data derived from the construction process of texts written by secondary students. For Bakhtin, all and any discourse genre constitutes a particular style of enunciation, which he denominates functional style. The individual style is constructed within the socially shared styles. Therefore, there is a close connection between individual style and genre. Some genres, however, allow more stylistic contributions than others, as the typical case of literature. The greatest contribution this work can offer to the enrichment of the discussions carried out so far about the relationship between individual style and genre lies in the research material we possess. They are of a processual nature, what allows us to conduct an analysis that goes beyond the final product, the text. Citing the iceberg metaphor, we can affirm that the ultimate text is only the iceberg tip which hides the effect of the text¿s own genesis. Before arriving at the definitive text, the writer erases, substitutes, add words, phrases, whole paragraphs, tries new order, etc, procedures which, if recorded, could constitute privileged data for the understanding of the relationship between the writer and his text, as well as the discourse involving it. Moreover, they can be an important source of information in order to verify the presence of stylistic marks, both individual and generic, in school texts. Style, as we regard it, is the work of choices (Granger, 1968; Possenti, 1988) carried out in language. Bakhtin (op.cit.) emphasizes that these linguistic choices are thoroughly linked to the discourse genre used. Having analysed the data within Bakhtin¿s perspectives, we claim that the work with discourse genres is indeed the foundation and fundament of the stylistic works. In the thesis conclusion, we sought to consider the individual stylistic evidences found in the data analysis, as possible authorship traces, regarding Possenti¿s (2001, 2002a) authorship definition. He points out the 'singularization' along with 'position taking¿ as competences which would define authorship. Therefore, the concept would be associated to style, what allowed us to promote such discussion
Subject: Escrita
Estilo
Gênero
Autoria
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pereira_MarciaHelenadeMelo_D.pdf1.19 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.