Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269242
Type: TESE
Title: Foco na forma e present perfect : o efeito da atenção e da conscientização
Author: Elizi, Cesar Eduardo Duarte, 1969-
Advisor: El-Dash, Linda Gentry, 1946-
Abstract: Resumo: Essa dissertação visa avaliar a utilização de atividades de Foco na Forma na aquisição, por alunos brasileiros, do tempo verbal Present Perfect através de uma comparação com a Abordagem Comunicativa tradicional. Tal abordagem apresenta, apesar de diversas vantagens, uma limitação na competência gramatical final atingida por alunos de línguas estrangeiras. Uma possível causa dessa limitação, além de outras, é a insuficiência do insumo em fornecer ao aprendiz evidência negativa, i.e. informação sobre a agramaticalidade de frases para as quais L2 é um subconjunto de L1. O que vem sendo chamado de Foco na Forma (FonF, do inglês Focus on Form) funciona como uma intervenção em que se direciona a atenção do aprendiz para aspectos de L2 em meio a uma atividade que privilegia a troca de significados. Desta forma, ao contrário do que ocorre com o Foco nas FormaS (seguindo a nomenclatura de Michael Long ), o FonF não interrompe o ato comunicativo para o estudo e prática de itens gramaticais de maneira isolada, mas busca produzir um desvio temporário de atenção, por parte do aprendiz, enquanto este está empenhado em realizar uma tarefa de compreensão ou produção. Descrevemos o Present Perfect como uma estrutura de difícil análise por parte do aluno brasileiro. Isto se deve, em parte, à má qualidade da maioria dos materiais didáticos disponíveis em relação a essa estrutura. O experimento realizado comparou dez salas de aula de quinto estágio de inglês com relação ao desempenho em pré e pós testes que avaliavam a habilidade dos alunos em (a) reconhecer a forma verbal correta para frases em meio a distratores, (b) identificar frases contendo a estrutura alvo como gramaticais ou não e (c) reproduzir por escrito um texto lido pelo professor contendo quatro ocorrências da estrutura alvo. Entre os dois testes utilizou-se três tipos de tratamento : (1) baseado em compreensão de textos; (2) baseado na reprodução escrita de textos e (3) sem Foco na Forma. Os resultados obtidos se mostram favoráveis ao uso de FonF para o Present Perfect e sugerem que atividades de compreensão de texto são mais benéficas que as de reprodução. Uma pergunta de conscientização ( o que você aprendeu?) feita à parte dos grupos dos tratamentos (1) e (2) resultou em uma melhoria de desempenho ainda maior para o grupo de compreensão de textos. Isto nos leva à hipótese de que convidar o aluno a refletir sobre sua aprendizagem auxilia na percepção de elementos novos, possivelmente por ativar processos cognitivos apenas disponíveis (sobretudo no tocante à filtragem de estímulos presentes no insumo) quando o objeto de estudo desperta no aluno um elemento de relevância pessoal

Abstract: The objective of this dissertation is to evaluate the use of Focus on Form in the acquisition of the verb tense Present Perfect by Brazilian students through a comparison with the traditional Communicative approach. This approach presents, despite several advantages, a limitation in the final grammatical competence attained by students. A possible reason for such limitation, among others, is the insufficiency of input alone in providing negative evidence, i.e. information about the agrammaticality of phrases for which L2 is a subset of L1. What has been labeled as Focus on Form, or FonF for short, is an intervention in which we direct students¿ attention to aspects of L2 during an activity aimed at the exchange of meaning. In this way, unlike what happens with Focus on FormS ( following Michael Long¿s terminology), FonF does not interrupt a communicative act in exchange for the isolated study and practice of grammar structures, but tries to divert students¿ attention momentarily, while they are engaged in a meaningful comprehension or production task. The Present Perfect is a structure which presents several difficulties to the Brazilian learner. This is partly due to the misleading explanations presented by most textbooks available. The experiment compared ten groups at level 5 in terms of their performance in pre and post tests. These tests evaluated the students¿ ability to (a) select the correct verb forms for incomplete sentences among distractors; (b) classify sentences containing the target-structure as either grammatically correct or not and (c) reconstruct in writing a text read aloud by the teacher which contained four instances of the target structure. Three different treatments were used : (1) with FonF tasks based on reading comprehension; (2) with FonF tasks based on text reconstruction and (3) without FonF. The results are in favour of the use of FonF activities for the Present Perfect and suggest that reading comprehension tasks are more beneficial than the text reconstruction ones. An awareness-raising question (what did you learn?) which was asked to some of the groups (1) and (2) resulted in an even better performance by the groups working with reading comprehension tasks. This has led to the hypothesis that asking the students to reflect upon their learning facilitates the noticing of new elements, possibly by activating cognitive processes only available ( particularly in what concerns the filtering of stimuli present in the input) when the object of study triggers an element of personal relevance in the student
Subject: Ensino
Língua inglesa - Gramática
Conscientização da linguagem
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Elizi_CesarEduardoDuarte_M.pdf190.54 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.