Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269208
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: O social no cordel = uma análise discursiva
Title Alternative: The social in the cordel : a discoursive analysis
Author: D'Olivo, Fernanda Moraes 1986-
Advisor: Lagazzi, Suzy, 1960-
Abstract: Resumo: Como o social significa e é formulado na materialidade poética do cordel? Como se dá o funcionamento discursivo do porta-voz nos folhetos nordestinos? Essas foram as duas perguntas que orientaram esta pesquisa de mestrado. Para responder esses questionamentos, selecionamos folhetos que exploram temas como a violência urbana, o uso de drogas, a migração nordestina, a política, o preconceito, o divórcio, o uso de métodos anticoncepcionais e a reforma agrária, entre outros que tratam de questões sociais. Durante a constituição do corpus, pudemos compreender uma forte relação entre o que circula no cordel com o que é veiculado pela mídia. Em nosso percurso analítico, discutimos a reiteração, pelo cordel, de uma voz social que é atravessada, sim, pela voz da mídia, mas também pelas vozes do Estado, da Igreja e da Família. Essa voz social circula pela materialidade poética que constitui o cordel produzindo gestos de interpretação marcados pela poesia da língua. Nossas análises nos mostraram que essa voz é a que legitima certos valores sociais e as relações estabilizadas que são repetidas nos folhetos. Essa voz é a da sociedade dominante, mas se configura, ao ser retomada pelo cordel, como a voz do povo, naturalizando a unidade, como se o povo fosse homogêneo. Equivocidade constitutiva, como nos ensinou Pêcheux! Este efeito de unidade, por sua vez, é o que produz o efeito de que o cordelista é porta-voz do povo. Um efeito discursivo

Abstract: How do social aspects signify and how are they constructed in the poetic materiality of cordel literature? How does the image of the speaker work in the Northeastern booklets? These were the two questions that guided this Master's degree research. To answer these questions, we selected booklets covering subjects such as urban violence, drug use, Northeastern migration, politics, prejudice, divorce, the use of birth control methods and land reform, among other social issues. During the creation of the corpus, we could notice a strong relationship between the subjects dealt with in cordel and what is shown in the media. In the analysis, we discuss the repetition in cordel of a social voice that is crossed by the voice of the media, but also by those of the State, the Church and the Family. This social voice circulates through the poetic materiality that makes up cordel, producing gestures of interpretation marked by the poetry of the language. The analysis shows that this voice is what allows certain social values and the established relationships repeated in the booklets. This is the voice of the ruling society, but, when it is taken over by cordel, it represents the voice of the people, making unity natural, as if the people were homogeneous. Constituting quivocality, as Pêcheux has taught us! This unity effect, in turn, produces the effect that the cordel author is a speaker for the people. A discourse effect
Subject: Análise do discurso
Literatura de cordel
Poesia popular brasileira
Vozes sociais
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
D'Olivo_FernandaMoraes1986-_M.pdf4.61 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.