Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269199
Type: TESE
Title: Quem e "voce"? analise de um pronome pessoal
Author: Corradello, Elaine de Fatima Alcara
Advisor: Possenti, Sírio, 1947-
Abstract: Resumo: O trabalho consiste em focalizar o pronome pessoal da 2a pessoa do discurso, você, sob distintas perspectivas: gramatical, sociolingüística e pragmático-discursiva, tendo como objetivo defender que nem sempre o pronome pode ser analisado unicamente como fazendo referência ao interlocutor, porque ocorre no discurso, muitas vezes, como um indeterminador referencial, podendo ser entendido como a referência: a) ao próprio locutor; b) ao locutor, mais um grupo específico de pessoas, menos o interlocutor; c) a uma 3a pessoa; e d) a referência ao locutor, mais interlocutor, mais "todo mundo", "quem quer que seja", indistintamente. Gramaticalmente, com base nas definições de Gramáticas Normativas Tradicionais (GNTs), o pronome é classificado, pela maioria, apenas como um pronome de tratamento da 2a pessoa, utilizado como forma íntima e familiar de tratamento, não sendo considerada a sua função indeterminadora no discurso, comumente usada pelos falantes do português do Brasil. De uma análise sociolingüística (corpus do Projeto NURC) podemos conferir que são os falantes do sexo masculino, da primeira faixa etária, os que mais se utilizam, do você indeterminador, especialmente em situações dialógicas e menos formais. Com efeito, é este último fator (grau de formalidade) o que mais propicia o uso do pronome em questão. Pela análise pragmático-discursiva é possível chegar-se ao significado do pronome na instância discursiva, através da análise contextual, do posicionamento dos interlocutores, de suas intenções e de todas as estratégias que permeiam o discurso

Abstract: The goal of the job is to focus the personal pronoum on the second person of the speech, você, under distinct perspectives: grammatical, sociolingüistics and pragmatic discursive, having as a goal to prove that not always, the pronoum can be c1assified only as the reference to the listener, because it occurs many times in the speech as an indeterminating reference, being able to be understood as a reference: a) to the self speaker; b) to the speaker and a specific group of persons but the listener; c) to a third person of the speech; and d) to the speaker and listener and "todo mundo" ("everybody"), "quem quer que seja"("whoever it is"), indistinctively. Grammaticaly, based on the Tradicional Normative Grammars the pronoum is c1assified, mostly, only as a treatment pronoum of the second person, using in the familiar and personal treatments, not being considered its indeterminating function, comonly used by brasilian portuguese speakers. Under a sociolingüistic analyses we can confirm that the male speakers, of the first age, are those who most use the você indeterminator, especially under less formal diailoguing conditions. As a matter of fact, is what most propritiate the use of this pronoum. From a pragmatic-discursive analyse it's possible to arrive to the prorioum's meaning at the moment of production, trough the delimitation of the peoples involved in the reference, as of the contextualanalyses, of the listener's positioning, their intentions on of all the strategies that suround the discurse
Subject: Lingua portuguesa - Pronomes
Língua portuguesa - Gramática
Sociolinguística
Pragmática
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1997
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Corradello_ElainedeFatimaAlcara_M.pdf2.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.