Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269166
Type: TESE
Title: (N)os telejornais brasileiros = a textualização lacunar da notícia
Title Alternative: In the brazilian television journalism : news gap textualization
Author: Queiroz, Érica Karine Ramos
Advisor: Zoppi-Fontana, Mónica, 1961-
Zoppi-Fontana, Monica Graciela
Abstract: Resumo: Esta pesquisa foi desenvolvida no âmbito da teoria da Análise do Discurso (AD) francesa e brasileira e tem como principal objetivo definir a noção de textualização lacunar em funcionamento no discurso telejornalístico. Para avançarmos teoricamente, partimos do postulado da AD de que todo processo discursivo, na medida em que se textualize, será lacunar, porque é da natureza do simbólico a falta que é preenchida pela história. As três notícias analisadas foram recortadas com base na relação temática entre MST e Reforma Agrária, sendo a primeira sobre a ocupação dos pedágios, no Paraná, pelo MST; a segunda sobre o dizer do presidente Luis Inácio Lula da Silva de que "só Deus o impedirá de fazer as reformas que este país precisa"; e a terceira sobre a liberação da verba PRONAF pelo governo federal. Estas notícias foram veiculadas entre os dias 24 e 27 de junho de 2003, por cinco telejornais brasileiros: Jornal da Record (Rede Record), Jornal Nacional (Rede Globo), Jornal da TV (Rede Cultura), Jornal da Noite (Rede Bandeirantes) e Jornal do SBT (Rede SBT). Recorremos a alguns autores que, na área da linguística, discutiram a questão da incompletude, do silêncio, da falta de dizer para, então, definir a noção de textualização lacunar. A especificidade dessa noção, em relação às que remetem ao não-dito que outros autores já discutiram, é o fato de que eles se referiram ao nível da constituição dos sentidos ou ao conceito de língua como estrutura aberta, enquanto nós definimos a textualização lacunar como um modo de dizer característico das formas de linguagem constitutivas do discurso midiático telejornalístico. A definição dessa noção implicou compreender que a prática de textualização lacunar constitui um novo discurso, versões que têm, em suas margens, outros discursos possíveis, já que não é uma unidade fechada de sentidos (só imaginariamente). Daí a possibilidade de ter acesso aos processos discursivos, de observar, na formulação e nas imagens, onde há falta de dizer, de explicitar como o modo de dizer característico do telejornalismo silencia sentidos para evitar deriva, de apreender os gestos de interpretação dos jornalistas e a filiação a determinadas formações discursivas. Em suma, compreendemos que, na textualização lacunar dos telejornais, temos um efeito de memória plena produzido por um modo de dizer, que se dá ou por excesso de dizer (formulação) ou de mostrar (editoração), que esvazia os sentidos através de uma repetição excessiva. No corpus analisado, temos uma repetição que pouco produz ruptura porque é marcada por um acontecimento que se realiza por processos parafrásticos, cristalizando sentidos já-ditos e, por conseguinte, silenciando outros. Assim, é fato a regularidade da produção de sentidos negativos para o MST e para o governo Lula, sendo um obstáculo para o MST (e as chamadas minorias) divulgar sua ideologia e suas reais causas/reivindicações, pois atinge uma instituição poderosa até hoje intocável: o latifúndio. Consequentemente, os sentidos atuais sobre este movimento circulam como evidentes, como se somente pudessem ser estes e não outros. Este é um dos efeitos da eficácia da textualização lacunar

Abstract: This research has been developed in the light of Theory of French and Brazilian Discourse Analysis, having as its main aim to define the notion of gap textualization which is on the television journalism discourse. In order to advance theoretically, we begin from the postulate of Discourse Analysis in which every discourse process, in so far as it is textualized, there will be a gap, because the nature of symbolic lack is fulfilled by history. The three analyzed pieces of news have been cut with basis on the thematic relation between MST (Movimento dos Sem Terra - Brazilian landless movement) and the agrarian reform program, being the first about the toll occupation by the MST in Paraná, Brazil, and the second about President Luís Inácio Lula da Silva's saying 'only God can keep me from doing the reforms that this country needs' and the third about the PRONAF fund liberated by the federal government. These news were on from June 24 to 27, 2003 byfiveBrazilian TV networks: Jornal da Record (Rede Record), Jornal Nacional (Rede Globo), Jornal da TV (Rede Cultura), Jornal da Noite (Rede Bandeirantes) and Jornal do SBT (Rede SBT). Some linguists discuss the notion of incompleteness, of silence, lack of what to say, then to define the notion of gap textualization. The specificity of this notion, in relation to the ones that convey what other authors have discussed or not, is the fact that they only referred to the level of senses constitution or to the concept of language as an open structure, while we defined the gap textualization as a way of saying which is characteristic of constitutive language forms of television journalism medium discourse. The definition of this notion implied the understanding that the gap textualization practice constitutes a new discourse, versions that have other possible discourses in their margins, yet it is not a senses closed unit (only in imagination). Hence the possibility of having access to discourse processes, observing the elaboration and the empty images where there is a lack of saying, of expliciting how the way of conveying information typical of television journalism silences senses to avoid drifts, of getting the interpretation of journalists' gestures and the derivation to some discourse formations. In summary, we understand that in gap textualization of television journalism we have a complete memory effect produced by a way of saying, that happens either by the excess of saying (formulation) or by showing (editing), which empties the senses through an excessive repetition. In the analyzed corpus, there is a repetition which produces a break because it is marked by a happening which is realized by paraphrastic processes, crystallizing already said senses and consequently, silencing others. Thus, the regularity of production of negative senses towards MST (and so called minorities) and towards Lula's government is a fact, being an obstacle to MST. And to broadcast MST's real ideology and their real causes/claims it may reach a powerful institution which is untouchable today: the latifundio. Consequently, the current senses about this movement is spread as evident, as if only they could be and not others. This is one of the effects of gap textualization effects
Subject: Textualização
Análise do discurso
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Queiroz_EricaKarineRamos_D.pdf3.63 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.