Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269147
Type: TESE
Title: Linguagem e aspectos visuo-espaciais : uma abordagem neurolinguistica
Title Alternative: Language and visual-spatial aspects : a approach neurolinguistic
Author: Pereira, Carla Queiroz
Advisor: Coudry, Maria Irma Hadler, 1949-
Abstract: Resumo: O objetivo deste trabalho de pesquisa é investigar como o sujeito JS - não afásico após sofrer três acidentes vasculares cerebrais isquêmicos (AVCi¿s) que lesionaram regiões parieto-occipitais de ambos os hemisférios cerebrais - realiza determinadas atividades lingüístico-cognitivas que envolvem aspectos vísuo-espaciais relacionados ao corpo, à escrita, à leitura de textos e de horas. Com base na Neurolingüística discursivamente orientada, na Neuropsicologia luriana e nas bases biológicas da Neuroplasticidade, estuda-se a complexidade dos processos envolvidos em atividades realizadas por JS, destacam-se as estratégias discursivas utilizadas por ele para disfarçar suas dificuldades, bem como os procedimentos clínicos com função terapêutica usados pela investigadora/interlocutora na tentativa de ¿(re)orientar¿ a reflexão de JS sobre as atividades realizadas. O foco deste estudo de caso, portanto, é a relação entre corpo/espaço e linguagem envolvida em atividades que requerem um bom funcionamento dessa relação. Para isso, toma-se como ponto de referência o sujeito que se enuncia para organizar o espaço da enunciação e seu próprio corpo como mediador dessa relação, o que permitiu compreender suas dificuldades e as soluções que encontra. Para análise e discussão dos dados foi utilizada uma metodologia qualitativa e heurística, baseada no paradigma indiciário, compatível com a formulação teóricometodológica de dado-achado. Os dados analisados mostram que JS se beneficiou do acompanhamento longitudinal: em relação a seu corpo, passou a observá-lo mais e a usar as referências que nele existem para determinar as coordenadas espaciais, direita e esquerda, relacionando-as a objetos representados; em relação à escrita, passou a concebê-la de novo como escrita e organizá-la melhor no espaço do papel; em relação à leitura das horas, refaz suas hipóteses na interlocução, havendo maior dificuldade quando a leitura não é feita em seu relógio de pulso, ou seja, quando o corpo não está concernido. Em relação à interlocução, JS revela muita eficácia no jogo da linguagem, transferindo para o outro o ônus da resposta, não apresentando, pois, o ideário de um sujeito com demência

Abstract: The objective of this research is investigating how our non-aphasic subject ¿ JS ¿ behaves after undergoing three ischemic vascular cerebral accidents, the way heaccomplishes some linguistic-cognitive activities evolving visual-spatial aspects related to his body, reading and writing, and time checking on clocks. Based on discursive-oriented Neurolinguistics, on Lurian Neuropsychology and on biological bases of Neuroplasticity, we study the processes complexity evolved in the activities performed by JS. We highlight the discursive strategies he used in order to hide his difficulties, as well as the therapeutically functional clinic procedures employed by the investigator/interlocutor when trying to ¿(re)guide¿ JS reflections about the activities performed. This case study focus is, therefore, the relation established between, on one hand, body/space and, on the other hand, the language required for the good functioning of this relation. Aiming that, we consider, as a reference point, the subject that enunciates himself in order to organize the enunciation space, using his own body as a broker of this relation ¿ which permits the comprehension of his difficulties and the solutions he is able to find. In order to analyze and discuss data, we backed on a qualitative and heuristic methodology, base don the indiciary paradigm, compatible to the theoretical-metodological analisis of ¿found data¿. The data analyzed shows that JS benefited himself from the longitudinal companion: he¿s started to observe his own body, using it to determine special coordinates (like left and right), in order to be able to relate these coordinates to represented objects; regarding writing, he¿s also conceived it as writing in fact; regarding time reading on the clock, he restated his own interlocution, mainly when he was not checking his own watch ¿ i.e., when his own body was not evolved. Regarding interlocution, JS reveals a lot of efficiency in the language game by transferring to his interlocutor the weight of the response ¿ i.e., not showing the ideary of a dement person
Subject: Linguagem
Neurolinguística
Neuropsicologia - Aspectos visuo-espaciais
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pereira_CarlaQueiroz_M.pdf2.01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.