Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269130
Type: TESE
Title: Koenukunoe emo'u : a lingua dos indios Kinikinau
Title Alternative: Koenukunoe emo'u : the language of the Kinikinau indians
Author: Souza, Ilda de
Advisor: Sândalo, Maria Filomena Spatti, 1965-
Abstract: Resumo: O objetivo deste trabalho é apresentar uma descrição da língua kinikinau, pertencente à família Aruak, falada por um reduzido número de índios da mesma denominação. Nesta descrição, apresento um capítulo com dados históricos e etnográficos sobre esse pequeno grupo indígena, pelo fato de ser pouco conhecido e de estarem povo e língua em vias de extinção. Apresento aspectos da fonologia, da morfologia de nomes e verbos, bem como da estrutura sintática. Os Kinikinau vivem na aldeia São João, região da Serra da Bodoquena, próximo à cidade de Bonito, MS, região Centro Oeste do Brasil. A terra pertence aos índios Kadiwéu, com quem os Kinikinau se relacionam em situação de vassalagem desde os mais remotos documentos históricos, quando viviam no Chaco paraguaio. Devido ao contato prolongado, havia hipótese sobre a língua, que possivelmente teria sido substituída pela língua do dominador. Outra hipótese é que a língua, em contato com as línguas kadiwéu, terena e portuguesa, teria crioulizado. E, ainda, uma terceira hipótese, que a língua falada pelos Kinikinau seria a língua terena. Esta língua não foi anteriormente descrita, porque foi dada como uma língua extinta desde o Handbook of South American Indians (1946). O resultado desta pesquisa refuta as três hipóteses e vem afirmar que existe uma língua kinikinau, muito semelhante ao terena, conforme foi percebido por Sanchez Labrador (1910), porém com diferenças em aspectos gramaticais relevantes. Se os Kinikinau falaram, um dia, terena, o contato se encarregou de a transformar. Este estudo pode contribuir para teorias sobre contato lingüístico

Abstract: The goal of this work is a first grammar of Kinikinau, a language spoken in Serra da Bodoquena, Mato Grosso do Sul, Brazil. The Kinikinaus have been slaves of the Kadiwéu people for more than 500 years. The language has been pointed out as extinct (Mason 1946), and there are no previous studies. Some authors have pointed out that the Kinikinaus speak a native language, but some have suggested that this language would be Kadiwéu or Terena, and others pointed out that this language could be a Creole language given its intense contact with Kadiwéu, Terena, and Portuguese. This work attempts to show that Kinikinau is an Aruakan language, very similar to Terena, but there are significant grammatical differences when compared to Terena that can support a classification as an independent language
Subject: Índios - Línguas
Índios Kinikinau
Contato linguístico
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2008
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Souza_Ildade_D.pdf1.05 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.