Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269109
Type: TESE
Title: Identidade, etica e linguagem : uma analise pragmatica das praticas discursivas na imprensa (ou como fazer um "Bom" jornalismo com palavras)
Author: Melo, Sandra Helena Dias de
Advisor: Rajagopalan, Kanavillil, 1945-
Abstract: Resumo: Com o objetivo de investigar os "valores", "opiniões" e "conceitos" evidenciados e constituídos na e sobre a linguagem, este trabalho pretendeu ser uma pequena contribuição àqueles interessados nas discussões sobre identidade, ética e linguagem na imprensa. Partindo do pressuposto de que a língua oferece um leque de possibilidades interpretativas e de que a identidade não é encontrada in natura, fundamentei minha reflexão sob o entendimento de língua como performativa e ao mesmo tempo constitutiva do discurso da história. Para refletir sobre a relação criada entre linguagem e ética na imprensa, a partir do construto que a identifica como "neutra", recorri aos estudos de discurso, política e identidade da análise crítica do discurso. O levantamento do que se considera "bom" ou "ruim" no comportamento da linguagem e da imprensa foi feito a partir da análise de três manuais de redação e estilo de jornais brasileiros. Além desses aparelhos de referência para a "boa" imprensa, foram analisados textos jornalísticos e livros técnicos, em especial, aqueles que trazem um discurso sobre linguagem e Imprensa. A tese central de que a linguagem é performativa e não informativa, como quer a imprensa, mobilizou uma discussão sobre a representação política que é feita pelos manuais, através da apresentação/divulgação da redação e do estilo jornalísticos, bem como dos procedimentos utilizados pelo profissional da imprensa. A representação, como um modo de agir sobre a construção das identidades, revela a modelização, que é lançada pela imprensa para sua linguagem e seu procedimento técnico, a qual produzirá, nas/pelas práticas discursivas hegemônicas do jornalismo, a "estreita ligação" entre ética e linguagem informativa e neutra na imprensa. Como aqui nada é conclusivo, pelo menos, no que tange a uma decisão eficientemente não vacilante para estudos posteriores, as discussões trazidas nesta investigação pretendem servir de sugestões para a reflexão ou desarrumação de alguns conceitos muito bem definidos no discurso sobre linguagem e jornalismo. Por fim, é preciso dizer que, se esta investigação servir para acautelar as pessoas envolvidas na promessa de Como Fazer um Bom Jornalismo com Palavras, o ato de fala aqui empreendido já terá sido feliz

Abstract: Aiming at investigating the "values", "opinions", and "concepts" evinced and constituted in and on language, this thesis had the purpose ofbeing a modest contribution to those interested in the discussions on identity, ethics and language in the press. Based upon the presupposition that language offers a sheaf of possibilities for interpretation and that identity is not found in natura, I will support my reflection with the understanding of language as both performative and constitutive of discourse and history. In order to reflect on the relation created between language and ethics in the press, fTomthe construct that identifies it as "neutral", I resorted to the studies of discourse, politics, and identity in the field of critical discourse analysis. The survey of what is considered "good" or "bad" in the behavior of language and the press was carried out from the analysis of three manuaIs of writing and style of Brazilian newspapers. Besides these reference texts to the good press, journalistic texts and technical books were analyzed, especially those which convey a discourse on language and the press. The central thesis is that language is performative and not informative, as the press wants, mobilized a discussion on the political representation that is made by the manuals, through the presentation/publicizing of journalistic writing and style, as well as the procedures utilized by the press professional. The representation, as a way of acting on the construction of identities, reveals the modelization that is launched by the press to its language and technical procedure, which will produce, in/by the joumalistic hegemonic discursive practices, the intimate link between ethics and informative and neutrallanguage in the press. As here, in this thesis, nothing is conclusive, at least in terms of a decision efficient1y unfaltering to ulterior studies, the discussions conveyed in this investigation intend to render suggestions for the reflection or displacement of some concepts very well defined by the discourse on language and journalism. Finally, it is worth saying that, if this investigation rendered with caution the persons involved in the promise of How to Do a Good Journalism with Words, the speech act undertaken here would already have been happy
Subject: Pragmática
Ética
Imprensa - Poços de Caldas (MG) - História
Língua portuguesa - Estilo
Estética
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Melo_SandraHelenaDiasde_D.pdf1.41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.