Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/269100
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Voce esta chorando ou vendendo lenço? : as relações interdiscursivas no discurso sobre o trabalho na administração moderna : a pratica discursiva da VOCE SA
Title Alternative: Are you crying or selling tissues? The interdiscursive relations in discourse on work in modern administration: discursive practice in VOCE SA
Author: Sturm, Ingrid Nancy
Advisor: Romualdo, Jonas de Araújo, 1948-
Abstract: Resumo: As mudanças que podem ser percebidas no atual discurso sobre as relações de trabalho são constitutivas das transformações ocorridas no processo capitalista de produção, que visa, em sua essência, substituir os modelos taylorista-fordista pelo toyotismo. Assim, a partir de meados dos anos 70 do século XX, inicia-se a gestão de uma nova economia política, denominada capitalismo flexível que acarreta profundas transformações no mundo do trabalho. Esta tese propõe-se a analisar o discurso sobre as relações de trabalho, no âmbito da administração, nas quais esse novo quadro se articula. A perspectiva teórica é a da Análise do Discurso, especialmente considerada a partir da concepção da semântica global formulada por Maingueneau (1984), que prevê o tratamento integrado dos diversos planos do discurso que definem uma prática discursiva. Os dados analisados foram colhidos na revista VOCÊ SA., publicação especializada em emprego e empregabilidade, sendo, portanto, considerados num campo institucionalizado, fato que implica o reconhecimento de condicionamentos materiais específicos, próprios do gênero midiático. As análises indicam que VOCÊ SA. alinha-se a uma formação discursiva que defende a necessidade de mudanças profundas nas relações de trabalho, inclusive naquilo que diz respeito à constituição de uma nova subjetividade para os profissionais. As fronteiras dessa formação discursiva situam-se no interior do discurso capitalista, atualizado nas prerrogativas do neoliberalismo e da globalização

Abstract: The changes that can be observed in discourse today about work relations are constitutive of the transformations occurred in the capitalist process of production which in its essence aims to replace the Taylorist-Fordist model by Toyotism. Thus, from mid-seventies on, the new management for a new political economy has started, which is called flexible capitalism, and brings about profound transformations in the working world. This thesis aims at analyzing the discourse about work relations in business in which this new scenario takes place. The theorethical perspective is the Discourse Analysis, especially considered from the conception of global semantics formulated by Maingueneau (1984) that forsees the integrated treatment of several discourse plans that define a discursive practice. The analyzed data were taken from VOCÊ SA. magazine, a specialized publication of employment and employability being therefore considered in an institutionalized field, fact that implies the acknowledgement of specific material conditionings, peculiar of the mass media style. Analyses show that VOCÊ SA. is aligned to a discursive formation that defends the necessity of profound changes in work relations, including what concerns the constitution of a new subjectivity for professionals. The limits of this discursive formation are inside the capitalist discourse, updated in the prerogatives of neoliberalism and globalization
Subject: Análise do discurso
Semântica
Subjetividade
Trabalho
Mídia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Sturm_IngridNancy_D.pdf2.4 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.