Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/268937
Type: TESE
Title: Corpo-dança : um olhar discursivo
Title Alternative: Body-dancing : a discourse view
Author: Brandes, Alessandra Rodrigues Santos, 1988-
Advisor: Lagazzi, Suzy, 1960-
Lagazzi, Suzy Maria, 1960-
Abstract: Resumo: Neste trabalho, visamos abordar o corpo tomando-o como materialidade significante e como condição de produção primeira para a dança. Uma das formas mais antigas de expressão humana é sem dúvida a dança. A dança não é somente expressão ou forma de comunicação, mas, também é arte e, sobretudo, uma forma de linguagem na história. Na literatura que trata sobre a dança, encontramos, por exemplo, estudos que abordam a dança relacionada a rituais religiosos e outros aspectos culturais, a uma lógica biomecânica e/ou a técnicas artísticas. O nosso trabalho, também aborda a dança, mais especificamente o corpo que dança pela perspectiva da linguagem. Para tanto, filiamonos ao quadro teórico e metodológico da Análise de Discurso de perspectiva materialista, (doravante AD), datada do século XX com Michel Pêcheux, na França e, posteriormente, difundida no Brasil pela Eni Orlandi. Nessa perspectiva, tomamos a constituição do discurso na relação entre língua/sujeito/história e o sentido como um efeito de um trabalho simbólico também afetado pela história. Consideramos neste trabalho, o corpo-dança como materialidade significante (LAGAZZI, 2007, 2009), que tem uma história que o produz de determinada forma e não de outra, ou seja, aspectos que são historicamente determinados. O corpo é aqui abordado além das características biomecânicas e fisiológicas, como material de linguagem social e simbólico que produz sentidos e é significado no discurso (HASHIGUTI, 2008). Ao olhar para a relação corpo-dança, não nos detemos apenas aos aspectos biofísicos, mas também olhamos para as questões histórico-ideológicas e os diferentes discursos constituídos de sentidos que se movem na história e que atravessam tal materialidade. Portanto, pensamos o corpo-dança em relação às posições históricas constituídas por/em uma memória discursiva, determinadas por condições de produção. Pensar o corpo-dança discursivamente é considerar os processos de significação que constituem o que é dançar, as imagens de dança bem como a dos corpos que dançam. É pensar como os diferentes discursos configuram e interpretam o corpo, ou seja, como esse corpo-dança se significa e quais os sentidos produzidos nele e sobre ele, e, além disso, como a dança se constitui em um "modo de acontecimento do/no corpo"

Abstract: In this paper, we intend to study the body as a significant materiality and as a first condition of production to dance. Undoubtedly, one of the oldest forms of human expression is dance. Dance is not only expression or means of communication, but also arts and, above all, a form of language in history. When it comes to the literature regarding dance studies, we could find some research related to religious rituals and other cultural aspects, and also related to a biomechanical logic and / or artistic techniques. Our object of study is also dance, but more specifically the body that dances from the language studies perspective. Therefore, our study is based on the theoretical and methodological approach of French Discourse Analysis (henceforth FDA), which was grounded in the 20th century with the studies developed by Michel Pêcheux, in France and, afterwards, widespread in Brazil by Eni Orlandi. In this perspective, discourse constitution is taken in its relation to language/subject/history. The body-dancing is understood, in this paper, as significant materiality (LAGAZZI, 2007, 2009), which has a history that produces it in a way and not in another; in other words, aspects that are historically determined. The body is understood beyond its biomechanical and physiological features, but as a social and symbolic language material that signifies and it is signified by/in discourse (HASHIGUTI, 2008). By studying the relationship named body-dancing, it is not our purpose to explore only the biophysical aspects of the body, but the ideological-historical issues and the different discourses that are constructed by meanings that move through history and constitute such materiality: bodydancing. Thus, the body-dancing has been thought in its relation to historical positions that are constituted by/in a discoursive memory, which are determined by conditions of production. Understanding the body-dancing, from a discoursive view, means to consider the signifying processes that constitute what dance is, the images of dance, and bodies that dance, as well. It is thinking how different discourses interpret and shape the body. In other words, it is analyzing how the body-dancing signifies itself and what meanings are produced in and upon it. Besides, it is how dance is constructed as "an event of/in the body"
Subject: Corpo
Dança
Movimento
Análise do discurso
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:IEL - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Brandes_AlessandraRodriguesSantos_M.pdf1.73 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.