Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/268916
Type: TESE
Title: A sintaxe dos adjetivos em português brasileiro
Title Alternative: The syntax of adjectives in brazilian portuguese
Author: Prim, Cristina de Souza, 1986-
Advisor: Cyrino, Sonia Maria Lazzarini, 1957-
Abstract: Resumo: Buscamos com esta tese trazer uma nova forma de analisar a sintaxe e a semântica dos adjetivos que ocorrem dentro dos NP/DPs do Português Brasileiro. De forma geral, a literatura oferece uma explicação baseada na correlação posição-interpretação do adjetivo, o que mostrou não dar conta de uma série de dados. Neste trabalho, defendemos que os adjetivos são gerados à direita do nome, em adjunção, com exceção dos exclusivamente pré-nominais, e que são os adjetivos, e não os nomes, que se movem para uma posição mais alta que o nome. A motivação do movimento parte do determinante, que, a depender de seus traços, oferece ambiente para hospedagem do adjetivo qualificativo movido. No caso dos DPs referenciais, o determinante que é específico projeta uma categoria TopP, capaz de receber o adjetivo, também específico. Caso o determinante não seja específico, não há projeção que possa receber o adjetivo qualificativo, pois TopP não é projetado nestes casos, e por isso, o adjetivo não pode se mover. Também argumentamos que no caso dos DPs quantificacionais, o adjetivo poderá se mover para uma projeção focal. Assim, mostramos que a comparação entre o movimento do adjetivo com a periferia esquerda da sentença dá conta de resolver os problemas que as propostas anteriores apresentavam, além de também oferecer explicação para o que a literatura já havia alcançado. A proposta é econômica, na medida que somente uma classe de adjetivos se move, e os demais movimentos que possam ocorrer são independentes da leitura e dos requisitos do adjetivo

Abstract: This dissertation aims to bring a new way of analyzing the syntax and the semantics of adjectives in the NP/DPs of Brazilian Portuguese. Generally the literature gives an explanation based on the correlation position-interpretation of the adjective, but it cannot solve many cases. In this work we defend that adjectives, except those exclusively prenominal, are generated, in addition, on the right side of the noun, and that adjectives, instead of nouns, move to a higher position. The determiner motivates this movement and, depending on its features, offers an ambience to host the qualifying adjective. In the case of referential DPs, the specific determiner projects a TopP category that becomes able to receive the adjective, which is also specific. If the determiner is not specific, there is not a projection able to receive the qualifying adjective because, in this case, there is not a projected TopP and then the adjective cannot be moved. We also discuss that adjectives can be moved to a focal projection in quantificational DPs cases. In this way, we show that the comparison between the movement of the adjective and the left periphery of the sentence can solve the problems presented in other analysis, besides offering an explanation to what literature had already achieved. Our proposal is economic since only one class of adjectives is moved and the other movements are independent from the readings and the requirements of adjectives
Subject: Língua portuguesa - Adjetivo
Lingua persa - Sintaxe
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Prim_CristinadeSouza_D.pdf1.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.