Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/268900
Type: TESE
Title: Discursos de genero em revistas femininas : o caso Claudia
Author: Silva, Maria da Conceição Fonseca
Advisor: Possenti, Sírio, 1947-
Abstract: Resumo: Esse trabalho surgiu da hipótese de que a imprensa "feminina" funciona como um dos mais complexos e sofisticados dispositivos mediáticos no desempenho e na experiência individual e coletiva dos sujeitos, ajudando a perpetuar valores e atitudes e interferindo na atribuição de significados em nossa sociedade. Tentando responder às questões Como se dá o funcionamento dos discursos de gênero nas revistas femininas bem como o processo de produção dos mesmos? Que formações discursivas se encontram em relação de concorrência? Quais "vozes" se encontram mascaradas? Que efeitos de sentido podem ser resgatados pelos seus interlocutores?, levantei a seguinte hipótese: os discursos de gênero em revistas femininas são sustentados por sujeitos múltiplos e contraditórios que criam tensões entre o instituído e o que pensam subverter. Trabalho no quadro conceitual e epistemológico da Análise do Discurso Francesa (doravante AD), aliado à Teoria Polifônica da Enunciação, de Ducrot, como instrumentos descritivos, dando ênfase às noções sujeito, cruciais, referentes ao funcionamento dos discursos, como sentido, heterogeneidade/polifonia. Analiso enunciados contidos em matérias, anúncios publicitários e cartas de leitores de exemplares da revista feminina CLAUDIA que foram veiculados no período que compreende de 1991 a 1998. Como resultado das análises, pude observar que os discursos de gênero defendidos pelos sujeitos institucionais não subvertem a ordem estabelecida; ao contrário, mantêm o instituído, pois refletem as concepções de gênero internalizadas por homens e mulheres. Observei também que os sentidos, no espaço discursivo considerado são construídos no intervalo entre as posições enunciativas dos sujeitos locutores, dos sujeitos enunciadores e, principalmente, dos sujeitos interlocutores, pois, na prática da ideologia cotidiana, onde se dá verdadeiramente o estabelecimento dos sentidos, os sujeitos interlocutores estão imersos por tais discursos que podem levá-los a reproduzir ou transformar, já que eles são portadores também da subjetividade plural

Abstract: The idea for this study paper originated from the following hyppothesis: the oriented feminine press works as one of the most sophisticated and complex instrument of the media helping to perpetuate values and atitudes and interfering in its meanings in our community. Triyng to answer the questions: How the discourse of gender in magazines for women works? And how are they produced? What type of discourses are in disagreement? Which "voices" are hidden? Which meanings can be noted by the interlocutor? I developed the following hyppothesis: the discourses of gender in magazines for women are supported by multiple and contraditory subjects, which bring forth tensions between the actual discourse and the discourse that they wish to change. I worked with the conceptual and epistemologic frame of the Discourse Analysis of the French School (from now on AD) allied to the Polyphonic Theory of the Enunciation, of Ducrot, as descriptive instruments, which emphasizes the crucial notions of the discourse as subject, meaning, heterogeinety/polyphony. I analised enunciations in articles, addvertisement and letters from readers in CLAUDIA Magazine, from 1991 to 1998. I could observe that the discourses of gender supported by the institutional subjects do not change the "status quo", on the contrary, they maintain the established, for they reflect the conceptions of gender internalized by men and women. I noticed, also, that the meanings are construed in the space between enunciation positions adopted by the subjects who are speakers, the subjects who are enunciative speakers and, principally, subjects who are interlocutors. In the practice of the daily ideology, the interlocutors are surrounded by those discourses that can lead them to reproduce or transform the discourses, since they are also possessors of plural subjectivity
Subject: Análise do discurso
Subjetividade
Periodicos para mulheres
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1999
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_MariadaConceicaoFonseca_M.pdf5.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.