Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/268872
Type: TESE
Title: A representação da criança no humor : um estudo sobre tiras cômicas e estereótipos
Title Alternative: The representation of child in the humor : a study of comic strips and stereotypes
Author: Gatti, Márcio Antônio, 1980-
Advisor: Possenti, Sírio, 1947-
Abstract: Resumo: Esta tese consiste num trabalho sobre o funcionamento dos estereótipos de criança no discurso humorístico. Para isso, partimos de pressupostos teóricos da Análise do Discurso de linha francesa (AD), especialmente de conceitos como campo discursivo (Maingueneau, 1984) e cena de enunciação (Maingueneau, 2006). Sabendo que o objeto de estudo dessa tese (os estereótipos de criança nas tiras cômicas) congrega uma multiplicidade de temas, exploramos, no primeiro capítulo, a infância na história da cultura ocidental. Concebendo-a como uma categoria construída sócio historicamente, constatamos que boa parte das imagens pré-concebidas de criança derivam dessa construção. Seguindo a complexidade do objeto de estudo, passamos, no segundo capítulo, a explorar e aprofundar o conceito de estereótipo na AD, constatando que o conceito tem sido pouco explorado nessa disciplina. Avaliamos, portanto, nesse capítulo, a aproximação com outros conceitos da AD e estabelecemos os critérios teóricos e analíticos que envolvem o estereótipo nesta tese. No terceiro capítulo, passamos a analisar os estereótipos de criança nas tiras cômicas, mostrando que uma imagem de criança perpassa boa parte dos textos em que ela é representada: a imagem da "incompletude". Avaliando, porém, que a estereotipia da criança no humor é complexa, isto é, não há uma imagem estereotipada única de criança nos textos humorísticos, analisamos outros estereótipos - como o da criança ingênua - e sua exploração no humor. Compreendendo que a imagem da criança pode ter uma série de funções no discurso humorístico, no quarto capítulo, avaliamos a hipótese de como a criança pode ser um objeto de ridicularização do adulto. Seguindo a complexidade da estereotipia da criança, no quinto capítulo avaliamos como os estereótipos e alguns aspectos da circulação das tiras cômicas são preponderantes para o ethos dos personagens, bem como para os efeitos de sentido dos textos. Por fim, no sexto capítulo, mostramos como várias imagens de criança são fruto de nossa própria "evolução" civilizatória. Assim, tanto no caso da diferenciação da representação de meninos e meninas, como também traços como a falta de higiene são tipicamente oriundos do processo civilizador. Analisamos, assim, a complexidade da imagem das crianças em tiras cômicas. Estabelecemos, porém, que mesmo nessa complexidade, há um diálogo entre as imagens e os estereótipos da criança

Abstract: This thesis consists of a work about the functioning of children's stereotypes in humoristic discourse. In order to achieve this aim, it is based on the theoretical suppositions of the French Discourse Analysis (AD), especially concepts such discursive field (Maingueneau, 1984) and enunciation scene (Maingueneau , 2006). Knowing that the object of study of this thesis (the stereotypes of children in comic strips) gathers multiple themes, we explore in the first chapter, the history of childhood in occidental culture. We conceived it, as a social category historically built: we verified that a good number of these pre-conceived images of children come from this construction. Following the complexity of the aim of this study, we proceeded to the second chapter. Here, we explored and deepened the concept of this stereotype in the AD, verifying that this concept has been explored very little in this discipline. Therefore, in this chapter, we evaluated its approximation to other concepts of AD, and determined the theoretical and analytic criteria that involved this stereotype. In the third chapter, we analyzed the stereotypes of children in the comic strips showing that the image of children surpasses a good part of the texts in which they are represented: an image of "incompleteness". However, we evaluated that the stereotypes of children in humor are complex, that is, there is no unique stereotype of children in humorous texts. then we analyzed other stereotypes - like the naive child - and their exploitation in the humor.Understanding that the image of a child could have a series of functions in humorous speech, in the fourth chapter, we evaluated a hypothesis that how a child could be ridiculed by adults. Following the complexity of the stereotype of a child, in the fifth chapter, we evaluated how stereotypes and some aspects of the circulation of the comics are preponderant for the ethos of the characters, as well as for the effects of the sense of the texts. Finally, in the sixth chapter, we demonstrated how several images of children are the result of our own "evolution in the process of civilization". Therefore, in the case of differentiation of boys and girls, as well as traces such as lack of hygiene, these facts are typically originated in the process of civilization. We have analyzed the complexity of the image of children in comic strips. Therefore, we concluded, that in this complexity, there is a dialogue between the images and the stereotypes of children
Subject: Análise do discurso
Humorismo
Estereotipo (Psicologia)
Crianças - Humor, satira, etc
Tiras cômicas
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2013
Appears in Collections:IEL - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Gatti_MarcioAntonio_D.pdf3.04 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.