Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/26792
Type: Artigo de periódico
Title: Conhecimento da enfermagem sobre cuidados a pacientes disfágicos internados em unidade de terapia intensiva
Title Alternative: Knowledge of nursing professionals about the care to dysphagic patients in intensive care units
Author: Albini, Rejane Maestri Nobre
Soares, Vânia Muniz Néquer
Wolf, Aline Epiphanio
Gonçalves, Claudia Giglio de Oliveira
Abstract: PURPOSE: to evaluate the knowledge about the care with dysphagia patients from the nurses who work in intensive care units, in order to evaluate their knowledge about dysphagia, and its implications on intensive care unit patients with this clinical complication. METHOD: a quantitative, descriptive and comparative study between two groups of nurses (intensive care and other sectors) working in a University Hospital, who answered a structured questionnaire with questions about dysphagia which was statistically analyzed by Fischer's test and the Differences in Proportion. RESULTS: professionals in both groups had an adequate knowledge about the definition and complications of dysphagia, but they did not know about the stages, causes and specific care related to nutrition, medication and hygiene in cases of dysphagia, the self-assessment reported lack of training in conducting some procedures to patients with dysphagia. CONCLUSIONS: the assessment found that there is a partial theoretical and practical knowledge about nursing care to patients with dysphagia, demonstrating the need for continuing education, especially in intensive care. We suggest the creation of the nursing specialization course in dysphagia.
OBJETIVO: avaliar o conhecimento sobre cuidados com pacientes com disfagia pela equipe de enfermagem que atua em Unidade de Terapia Intensiva, visando à obtenção de um perfil de conhecimento da enfermagem sobre disfagia, e suas implicações para o cuidado dos pacientes internados em UTI que apresentam esta complicação clinica. MÉTODO: estudo quantitativo descritivo e comparativo entre dois grupos de profissionais de enfermagem (terapia intensiva e outros setores) que atuam em um Hospital Universitário, que responderam um questionário estruturado com questões sobre disfagia analisadas estatisticamente pelo teste de Fischer e Diferenças de Proporção. RESULTADOS: os profissionais dos dois grupos tinham conhecimento adequado sobre definição e complicações da disfagia, mas não sobre as fases, causas e cuidados específicos referentes à nutrição, medicação e higiene nos casos de disfagia; na auto-avaliação referiram pouco preparo na realização de alguns cuidados a pacientes disfágicos. CONCLUSÕES: a avaliação constatou que existe conhecimento teórico e prático parcial a respeito dos cuidados de enfermagem aos pacientes disfágicos, demonstrando a necessidade de educação permanente, especialmente nas terapias intensivas. Sugere-se criação de curso de especialização de enfermagem em disfagia.
Subject: Disfagia
Enfermagem
Unidades de Terapia Intensiva
Dysphagia
Nursing
Intensive Care Units
Editor: CEFAC Saúde e Educação
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S1516-18462013005000047
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S1516-18462013005000047
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-18462013000600014
Date Issue: 1-Dec-2013
Appears in Collections:Unicamp - Artigos e Outros Documentos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S1516-18462013000600014.pdf270.63 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.