Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/267673
Type: TESE
Title: Produção e caracterização de microparticulas de alginato incorporando Aeromonas Hydrophila inativada para imunização de tilapia do nilo por via oral
Author: Rodrigues, Ana Paula
Advisor: Moraes, Ângela Maria, 1966-
Abstract: Resumo: A vacinação de peixes por via oral é considerada como uma alternativa relevante de imunização destes animais, visto que elimina o estresse associado com a vacinação via rota parenteral, possibilita a rápida vacinação de um grande número de peixes a custos reduzidos. Entretanto, esta técnica é apenas parcialmente efetiva devido à parcial destruição da vacina no sistema digestivo dos animais e a possíveis interações desta com componentes da ração. Este trabalho abordou a preparação e Cat11cterização de microesferas de alginato incorporando células inativadas de Aeromonas hydrophila, visando a imunização por via oral de peixes do tipo tilápia do Nilo, com cultivo de importância econômica considerável no Brasil, contra esta bactéria, comum na piscicultura de alta densidade animal. O uso de matérias primas de baixo custo e metodologias de preparação passíveis de utilização em escala industrial foi enfocado. Paralelamente aos estudos com Aeromonas hydrophila, efetuou-se estudos comparativos de incorporação de albumina de soro bovino (BSA), como antígeno modelo, nas partículas. As microesferas foram preparadas por emulsão com óleos vegetais, avaliando-se a influência das concentrações de alginato, agente ativo e tenso ativo (Span@ 80), da taxa de agitação e da proporção entre as fases nas características das partículas. Partículas esféricas com diâmetros médios de 55,3 Ilm a 143,0 Ilm contendo de 0,7 a 4,20 mg/mL de BSA foram obtidas, correspondendo a eficiências de incorporação da proteína de 72 a 84 % para BSA. Para as bactérias, a eficiência de incorporação atingiu 100 %, obtendo-se partículas de diâmetro de 39,2 a 82,0 /lm. Partículas contendo 14,22 mg de bactérias obtidas utilizando-se 1:9 (v/v) de fase aquosa (contendo 3,5% de alginato) em relação à fase oleosa (óleo de milho e Span@ 80 a 0,2%) agitadas a 2000 rprn apresentaramse estáveis em condições equivalentes às gastrintestinais por 12 horas

Abstract: The oral vaccination of fishes has been considered a relevant altemative for the innnunization of these animals, since it eliminates the stress eaused by the immunologieal agent parenteral administration, added to the possibility of quickly vaccinating large numbers of animals
Subject: Alginatos
Vacinação
Emulsões
Aeromonas hydrophila
Micropartículas
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:FEQ - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rodrigues_AnaPaula_M.pdf5.09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.