Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/266794
Type: TESE
Title: Preparação e caracterização de micro e nanopartículas de ácido hialurônico com encapsulação do extrato bruto vegetal da Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) Verlot para aplicações farmacêuticas e cosméticas = Preparation and characterization of hyaluronic acid micro and nanoparticle encapsulation with crude extract vegetable Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) Verlot for pharmaceutical and cosmetic applications
Title Alternative: Preparation and characterization of hyaluronic acid micro and nanoparticle encapsulation with crude extract vegetable Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) Verlot for pharmaceutical and cosmetic applications
Author: Ferre-Souza, Viviane
Advisor: Santana, Maria Helena Andrade, 1951-
Abstract: Resumo: O ácido hialurônico (AH) é um polissacarídeo natural composto de unidades dissacarídeas alternadas entre o N-acetil-D-glicosamina e o ácido D-glicurônico que desempenha um papel fundamental na manutenção da integridade tecidual, facilitando a adesão e diferenciação de células durante a inflamação, e o reparo de feridas com formação de vasos sanguíneos. A espécie vegetal Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) Verlot é encontrada em quase todo o Brasil e são atribuídos a ela propriedades terapêuticas para enfermidades da pele. Técnicas de micro e nanoencapsulação são empregadas através de processos químicos, físicos ou fisico-químicos visando o aumento das interações com tecidos, pelo aumento da área superficial. Neste trabalho, foi proposto o estudo de variáveis operacionais para a produção de micro e nanopartículas de AH através do método de emulsão a/o reticuladas com dihidrazida adípica (ADH), com encapsulação do extrato vegetal da Arrabidaea chica para avaliação da atividade angiogênica e cicatrizante. Os resultados obtidos mostraram que a formação e propriedades físico-químicas das partículas de AH produzidas por emulsificação são diretamente relacionadas com a velocidade de agitação, ao pH e a razão do reticulante e do extrato bruto com o AH. Ensaios in vitro em fibroblastos humanos tanto com as partículas vazias como com o extrato da A. chica não apresentaram toxicidade celular, e ensaios in vivo realizados em CAM, tegumento do dorso de camundongos e dorso de ratos evidenciaram o efeito angiogênico das micro e nanopartículas formadas com indução da formação de novos vasos sanguíneos, imprescindível para o processo de cicatrização. Concluímos assim que a encapsulação beneficiou e potencializou a atividade cicatrizante do extrato bruto da A. chica contribuindo para o desenvolvimento de novas formulações para aplicações farmacêuticas e cosméticas

Abstract: The hyaluronic acid (HA) is a natural polysaccharide composed of alternating units dissacarídeas between the N-acetyl-D-glucosamine and Dglucuronic acid. HA plays a key role in the maintenance of tissue integrity, facilitating adhesion and cell differentiation during inflammation, wound repair, and with the formation of blood vessels. The vegetable species Arrabidaea chica (Humb. & Bonpl.) Verlot is found throughout Brazil and it is assigned therapeutic properties for skin diseases. The Micro and nanoencapsulation of active compounds tend to increase their efficiency of action for providing protection and greater interaction with tissues due to its high surface area. In this work we studied the influence of operational variables for the production of micro and nanoparticles of HA through of w / o emulsification and crosslinking with adipic dihydrazide (ADH). The Arrabidaea chica vegetable extract was encapsulated in HA micro and nanoparticles and the angiogenic activity and healing evaluated. The results showed that the formation and physicochemical properties of HA particles produced by emulsification are directly related to the stirring still, pH and both ratios ADH and crude extract with AH. In vitro assays in human fibroblast cells with empty or encapsulating the A. Chica extract showed no cellular toxicity. In vivo assays performed in CAM, mouse back tegument and mice demonstrated the angiogenic effect of micro and nanoparticles formed with induction of the formation of new blood vessels essential to the healing process.From these results we conclude that the encapsulation benefited and enhanced the healing activity of the crude extract of A. chica contributing to the development of new formulations for pharmaceutical and cosmetic applications
Subject: Neovascularização
Cicatrização de feridas
Nanotecnologia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FEQ - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ferre-Souza_Viviane_D.pdf26.23 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.