Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/266468
Type: TESE
Title: Bioadsorção de cromo em algas marinhas utilizando coluna extratora
Author: Gaspar, Ana Teresa Ferreira da Silva, 1977-
Advisor: Silva, Meuris Gurgel Carlos da, 1955-
Abstract: Resumo: A rápida industrialização e o crescimento urbano devido ao avanço tecnológico vem contaminando nosso ambiente, através de descargas de metais pesados nos efluentes, causando riscos à saúde biótica. Em particular, o cromo vem se destacando pela larga utilização em diversos setores industriais. Em amostras ambientais, o cromo ocorre principalmente como cromo(III) e cromo(VI). O cromo(VI) é altamente tóxico, e suas principais fontes são antropogênicas e originadas das indústrias de galvanoplastia, aço, têxteis, entre outras, das quais o cromo (VI) é transferido ao ambiente através de emissões no ar e na água. Métodos de tratamento tradicionais têm custos relativamente altos e a introdução de substâncias químicas que tomam-se impraticáveis e não econômicas e ainda causam danos ambientais. Com isso, estudos relativos a utilização de tratamentos alternativos mais viáveis vêm sendo necessários, atualmente a bioadsorção vem apresentando como uma alternativa potencial. A bioadsorção é um processo baseado na capacidade que os microorganismos apresentam de concentrar em sua massa celular, metais presentes em soluções diluídas. A proposta deste trabalho foi utilizar a bioadsorção para tratar soluções sintéticas de cromo hexavalente, utilizando algas marinhas das espécies Sargassum sp e Uiva lactuca, como bioadsorventes. Os ensaios foram conduzidos em colunas extratoras de 20 cm de altura e 1,5 cm de diâmetro. Foram realizados estudos sobre a influência das variáveis concentração de cromo na solução, a massa de bioadsorvente e a vazão na eficiência de remoção de cromo, utilizando um planejamento fatorial 23. Os ensaios de cinética de bioadsorção mostraram que o processo é relativamente rápido ocorrendo em tempo inferior a 60 minutos para os dois tipos de alga, sendo que a maior remoção ocorreu nos 20 a 25 minutos iniciais do processo. Observou-se que a concentração inicial do metal na solução é a variável mais significativa nos ensaios com os dois tipos de alga e que a capacidade de remoção do metal depende da espécie de alga, sendo que a Sargassum sp promoveu melhor remoção que a Uiva lactuca

Abstract: The fast industrialization and the urban growth due to the technological advancement have been contaminating our environrnent, through the discharge of heavy metaIs in effluents, harming the biotic health. In particular, chromium stands out due to its large utilization in several industrial sectors. In environrnental samples, chromium occurs mainly as trivalent chromium and hexavalent chromium. The hexavalent chromium is highly toxic and its main source is anthropogenic, being mainly unloaded into the environrnent through air and water emissions from electroplating, steel and textile industries. Traditional methods of treatment have relatively high costs and lead to the introduction of chemical substances, becoming impracticable and non-economic and still causing harm to the environrnent. Therefore, studies of more viable altemative treatments are needed. Bioadsorption is a process based on the capacity that microorganisms have to concentrate metaIs present in diluted solutions in its cellular mass. The purpose of this work was to use the bioadorption to treat synthetic solution of hexavalent chromium using seaweeds of Sargassum sp and Uiva iactuca species. The experiments were carried out in an extractor column with 20 cm height and 1,5 cm of diameter. Studies ofthe influences of concentration of chromium in the solution, the mass of bioadsorbent and the volumetric flow in the efficiency of removal of chromium were conducted using 23 factorial designo The experiments of bioadsorption kinetics showed that the process is relatively fast, occurring in time lower than 60 minutes for both kinds of seaweed, greater removal occurring in the 20 to 25 first minutes of the processo It was observed that the initial concentration of metal in the solution is the most significant variable in the experiments with both kinds of seaweed and that the capacity of removal of metal depends on the seaweed species. The Sargassum sp promoted better removal than the Uiva iactuca
Subject: Cromo
Alga marinha
Metais pesados
Adsorção
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2003
Appears in Collections:FEQ - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Gaspar_AnaTeresaFerreiradaSilva_M.pdf4.68 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.