Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/265965
Type: TESE
Title: Avaliação de opções e custos de mitigação das emissões de GEE utilizando a cana-de-açúcar
Title Alternative: Assessment of options and costs of GHG emissions mitigation using sugarcane biomass
Author: Pereira, Tássia Penha, 1987-
Advisor: Seabra, Joaquim Eugênio Abel, 1981-
Abstract: Resumo: Em 2011 a cana-de-açúcar foi confirmada como a fonte renovável primária mais importante para a oferta interna de energia no Brasil (15,7% suplantando os 14,7% da energia hidráulica). Atualmente, as formas de energia resultantes do processamento da cana são o etanol e a eletricidade. Com o aumento da mecanização uma quantidade considerável de biomassa se torna disponível na lavoura. Algumas usinas já tentam recuperar economicamente parte dessa biomassa para uso como combustível suplementar ao bagaço, estendendo o período de geração de energia para além do período de colheita. Adicionalmente, há um esforço em pesquisa em desenvolvimento para se ter alternativas para o aproveitamento do material lignocelulósico da cana (bagaço e palha) integrando processos tecnológicos e, assim, utilizar a biomassa como matéria-prima para a obtenção de artigos de maior valor agregado. Diante dessas opções, há a preocupação em saber qual forma de conversão da biomassa é mais eficiente não só do ponto de vista técnico-econômico, mas também ambiental. A Avaliação de Ciclo de Vida (ACV) é uma técnica que pode ser usada para analisar a eficiência e sustentabilidade de alternativas quando comparadas com tecnologias convencionais. Neste trabalho, seis cenários tecnológicos para conversão da biomassa da cana-de-açúcar foram confrontados quanto ao potencial de mitigação de gases de efeito estufa (GEE) e aos respectivos custos de mitigação: ciclo a vapor (Rankine) e sistema BIG-GT, para a geração de energia excedente durante todo o ano; síntese de combustíveis, para produção de etanol e álcoois superiores; conversão bioquímica a partir da hidrólise enzimática para produção de etanol; pirólise lenta para a produção de biocarvão (utilizado como condicionador de solo); e produção de peletes para exportação para a Europa. Tais cenários foram comparados com a configuração mais comum de uma destilaria de etanol na nova expansão do setor brasileiro. Análises de incertezas e de sensibilidade também foram realizadas. Os resultados mostram que a peletização da biomassa é a opção tecnológica mais promissora devido ao bom potencial de mitigação (23 t CO2eq/ha.a) e baixo custo (-7 R$/t CO2eq). A pirólise lenta, apesar da grande incerteza, apresenta o segundo melhor potencial de mitigação (21 t CO2eq/ha.a) através do sequestro promovido pelo biocarvão, porém é a alternativa mais onerosa (260 R$/t CO2eq). De forma geral, dentre as opções investigadas, aquelas mais viáveis economicamente são as que apresentam os menores potenciais de redução de emissões de GEE

Abstract: In 2011 sugarcane was confirmed as the main renewable source in the domestic energy supply in Brazil (15.7% against 14.7% from hydropower). Currently, the energy products resulting from sugarcane processing are ethanol and electricity. With the increased mechanized harvesting, a considerable amount of biomass becomes available in the field, and some mills have already started to recover and use that biomass as supplementary fuel to bagasse, extending the period of power generation beyond the sugarcane season. Additionally, there are ongoing research efforts aimed at the better utilization of the sugarcane lignocellulosic material (bagasse and straw), enabling the production of higher value-added products through the integration of new conversion technologies. In face of these alternatives, debates arise about which would be the most efficient, cost effective and environmental friendly conversion alternative. The Life Cycle Assessment (LCA) is a technique that can be used to analyze the efficiency and sustainability of alternatives when compared to conventional technologies. In this work, six technology scenarios for sugarcane biomass conversion were compared in terms of GHG emissions mitigation and costs: steam cycle and BIG-GT systems, for electricity generation; production of ethanol via biochemical and thermochemical conversion; slow pyrolysis for the production of biochar (to be used as soil conditioner); and production of pellets (to be exported to Europe). Such scenarios were compared with the most common configuration of an ethanol distillery in the new expansion of the Brazilian industry. Uncertainty and sensitivity analyses were also performed. The results show that the biomass pelletizing is the most interesting option due to the good mitigation potential (23 tCO2eq/ha.a) and low required carbon price (-7 R$/t CO2eq). Slow pyrolysis, despite the high uncertainties, features the second largest mitigation potential (21 t CO2eq/ha.a) through the carbon sequestration promoted by biochar, although it is the most expensive option (260 R$/t CO2eq). In general, among the alternatives investigated in this study, those featuring the lowest mitigation costs are also those with the lowest mitigation potential
Subject: Cana-de-açúcar
Mitigação de gases de efeito estufa
Avaliação do ciclo de vida
Biocombustíveis
Economia de energia
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FEM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pereira_TassiaPenha_M.pdf1.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.