Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/265602
Type: TESE
Title: Estudo da vibração durante o corte e centelhamento na retificação cilindrica de mergulho
Author: Hassui, Amauri, 1967-
Advisor: Diniz, Anselmo Eduardo, 1959-
Hassui, Amauri, 1967-
Abstract: Resumo: O objetivo principal deste trabalho é o estudo da utilização do sinal de vibração do processo de retificação como parâmetro de determinação do momento de dressagem. Para isto, utilizou-se a retificação cilíndrica externa de mergulho, com 3 tempos de centelhamento, 2 velocidades da peça e 2 condições de dressagem diferentes. Além disso, foram utilizados dois tipos de rebolos. Os parâmetros avaliados na peça foram rugosidade, circularidade e presença de queima. Um acelerômetro foi fixado ao contra ponto da máquina e foram adquiridos sinais de vibração durante o corte e durante o final do centelhamento. Dos sinais adquiridos extraíram-se o RMS e o espectro de freqüências. A análise dos resultados experimentais mostrou que, para o rebolo de óxido de alumínio, o tempo de centelhamento influencia fortemente a rugosidade das peças, o mesmo ocorrendo com a condição de dressagem. A velocidade da peça não tem relação com a rugosidade, o mesmo ocorrendo com a vibração do corte. As vibrações obtidas no final do centelhamento em freqüências mais baixas (entre 50 Hz e 700 Hz), apresentaram uma melhor relação com o desgaste do rebolo do que aquelas em freqüências mais altas (entre 1000 Hz e 2000 Hz). O rebolo SG apresentou um desgaste mais acentuado e em nenhuma condição o sinal de vibração mostrou-se viável para o monitoramento da dressagem. Neste trabalho, o caráter inédito foi o estudo do final do centelhamento e a indicação de que, para as condições ensaiadas, a prática de definir o momento de dressagem pelo ruído do processo não tem relação com os parâmetros de qualidade da peça e, portanto, não é um critério técnico de estabelecimento do momento de dressagem do rebolo

Abstract: The main objective of this work is to analyse the use of the vibration of the grinding process to determine the dressing moment. To reach this goal a cylindrical plunge grinding process was used. Three sparkout times were tested, as well as 2 workpiece velocities and 2 dressing overlap factors. Beside this, the grinding was done with 2 different grinding wheels. The parameters evaluated in the workpiece were roughness, circularity and the burning presence. An acelerometer was attached to the tailstock of the machine and it was acquired vibration signals during the grinding as well as during the final second of the sparkout. From the vibration signals it was extracted the RMS and the frequency spectrum. Analysing the experimental results, one can conclude that, to the aluminum oxide grinding wheel, the sparkout time influences the mean roughness of the workpieces, the same happening to the dressing condition. The velocity of the workpiece has no relation with the roughness, the same happening with the grinding vibration. Related to sparkout, the low frequency vibration (between 50 Hz and 700 Hz), presented a better relationship to wheel wear than high frequency vibration (between 1000 Hz and 2000 Hz). The SG grinding wheel presented a higher volumetric loss than the aluminum oxide grinding wheel and with the conditions used, the vibration of the process was not able to detect the wheel wear. The original feature of this work, is the study of the final of the sparkout and in the indication that, for the conditions tested, the practical of defining the dressing moment through the sound of the process has no relation with the workpiece quality parameters and, therefore, it is not a technical criterion for establishing the moment to dress the wheel
Subject: Usinagem
Retificação e polimento
Vibração
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2002
Appears in Collections:FEM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Hassui_Amauri_D.pdf8.86 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.