Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/26484
Type: Artigo de periódico
Title: Estudo de confiabilidade da aplicação da escala de Fugl-Meyer no Brasil
Title Alternative: Reliability study on the application of the Fugl-Meyer scale in Brazil
Author: Maki, T
Quagliato, EMAB
Cacho, EWA
Paz, LPS
Nascimento, NH
Inoue, MMEA
Viana, MA
Abstract: OBJECTIVE: The aim of this study was to produce a Brazilian version of the original Fugl-Meyer Assessment Scale and to verify the intrarater and interrater reliability in chronic post-stroke patients. METHOD: Fifty hemiparetic patients participated in this study. The Fugl-Meyer assessment was applied to them twice (intrarater reliability) by three physiotherapists (interrater reliability), from three rehabilitation centers. RESULTS: The results showed that the whole Fugl-Meyer scale demonstrated high interrater and intrarater reliability (intraclass correlation coefficient = 0.99 and 0.98, respectively), and high reliability for each subscale (intraclass interrater = 0.99 to 0.94; intraclass intrarater = 0.98 to 0.87). CONCLUSION: It was concluded that the Brazilian Portuguese version of the Fugl-Meyer Assessment Scale did not show any conflicts of interpretation. High intrarater and interrater reliability rates were obtained, thereby allowing this version to be used as instrument for clinical evaluation and research in Brazil.
OBJETIVOS: Os objetivos do estudo foram realizar uma versão brasileira da escala original de Fugl-Meyer e verificar a confiabilidade da aplicação inter e intra-observador desta versão em pacientes crônicos pós AVC. MÉTODO: Participaram do estudo 50 pacientes portadores de hemiparesia, os quais foram submetidos a duas avaliações (confiabilidade intra-observador), realizadas por três fisioterapeutas (confiabilidade interobservador), procedentes de três centros de reabilitação. RESULTADOS: Os resultados demonstraram alta confiabilidade inter e intra-observador da EFM total (IC = 0,99 e 0,98; respectivamente), assim como para todas as subescalas (interobservador IC = 0,99 a 0,94; intra-observador IC = 0,98 a 0,87). CONCLUSÃO: Conclui-se neste artigo que não foi verificado conflitos de interpretação na versão brasileira da escala de Fugl-Meyer. Obtivemos alto índice de confiabilidade, tanto intra como interobservador, permitindo assim seu uso como instrumento de avaliação clínica e de pesquisa no Brasil.
Subject: confiabilidade
escala de avaliação de Fugl-Meyer
AVC
reliability
Fugl-Meyer assessment scale
stroke
Editor: Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia
Rights: aberto
Identifier DOI: 10.1590/S1413-35552006000200007
Address: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-35552006000200007
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-35552006000200007
Date Issue: 1-Jan-2006
Appears in Collections:Artigos e Materiais de Revistas Científicas - Unicamp

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
S1413-35552006000200007.pdf55.25 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.