Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/264118
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Investimentos financeiros em projetos de celulas a combustivel e hidrogenio no Brasil
Title Alternative: Financial investments in fuel cells and hydrogen projects in Brazil
Author: Matos, Maiana Brito de, 1983-
Advisor: Neves Junior, Newton Pimenta
Junior, Newton Pimenta Neves
Abstract: Resumo: Na última década, muitos países, em especial os mais desenvolvidos, têm realizado investimentos financeiros de vulto em tecnologias relacionadas ao hidrogênio e às células a combustível, visando principalmente diminuir as emissões de gases de efeito estufa e aumentar a segurança energética. No Brasil, o Governo Federal através do Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT) também tem realizado investimentos nas áreas citadas, sem contar, no entanto, com um mecanismo eficaz para contabilizar esses recursos a fim de possibilitar a tomada de decisões estratégicas no setor. Assim sendo, o presente trabalho tem como objetivo identificar, classificar e contabilizar os investimentos financeiros realizados pelo setor público no Brasil em hidrogênio e células a combustível no período de 1999 a 2007. Para obtenção dos dados deste trabalho foram utilizadas duas metodologias: a Top-Down e a Bottom-Up. A primeira consiste em obter as informações através dos órgãos financiadores dos projetos, como instituições e fundos de fomento à Ciência e Tecnologia no Brasil, tais como: CNPq, FINEP, P&D ANEEL e Fundações de Amparo à Pesquisa. A segunda consiste em obter os dados diretamente dos grupos de pesquisa beneficiados com os recursos financeiros. Foram enviados questionários para 68 grupos de pesquisa, sendo que 54% foram respondidos. Os resultados indicam que as pesquisas no Brasil estão focadas na produção de hidrogênio via reforma de etanol e no desenvolvimento de células PEMFC (Proton Exchange Membrane Fuel Cell) e SOFC (Solid Oxide Fuel Cell). A comparação realizada entre os países membros do BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China), indicou que o Brasil investiu 157 milhões de reais ou 70 milhões de dólares, o que corresponde a 55% dos valores investidos pela Rússia ou China individualmente. A comparação entre BRIC e os países desenvolvidos indica que o total investido pelo BRIC no período de 2001 a 2007 é da mesma ordem grandeza dos investimentos anuais realizados pelos Estados Unidos, Japão ou União Européia, individualmente. Os resultados permitem concluir que para melhorar sua participação no mercado de equipamentos e serviços relacionados à Economia do Hidrogênio, o Brasil necessitará aumentar seus esforços em pesquisa, desenvolvimento e inovação na área. Para tanto, poderiam ser utilizados de modo mais eficiente fontes de recursos já existentes. Por exemplo, a aplicação de 57 milhões de dólares, que correspondem a 127 milhões de reais ou 31% das reservas de contingência do CTENERG no período de 2001 a 2007, já seria suficiente para equiparar os investimentos do Brasil com os investimentos da Rússia ou da China na Economia do Hidrogênio.

Abstract: In the last decade many countries, especially the most developed, have made substantial investments in technologies related to hydrogen and fuel cells, aiming to reduce greenhouse gas emissions and to increase energy security. In Brazil, the Federal Government through the Ministry of Science and Technology (MCT) has also made many investments in those areas, although there is no efficient mechanism to account those resources to enable strategic decisions in the sector. Therefore, this study aims to identify, classify and account the investments made by the public sector in Brazil in hydrogen and fuel cells from 1999 to 2007. Two methodologies were used to obtain the data for this study: Top-Down and Bottom-Up. The Top-Down methodology was used to obtain the information from the sponsoring agencies, institutions and funds that promote science and technology in Brazil, such as CNPq, FINEP, P&D ANEEL and Foundations for Research Support. The second methodology consisted in obtaining data directly from the research groups granted by those agencies. Questionnaires were sent to 68 research groups, but only 54% were answered. The results indicate that the research in Brazil is focused on hydrogen production from ethanol reforming and the development of PEMFC (Proton Exchange Membrane Fuel Cell) and SOFC (Solid Oxide Fuel Cell). Finally, the comparison performed among the BRIC countries (Brazil, Russia, India and China) indicated that Brazil invested 157 million reais or 70 million dollars, that corresponds to 55% of the amount invested by Russia or China alone. The comparison between the BRIC and the developed countries, showed that the BRIC's total investment from 2001 to 2007 has the same order of magnitude as the annual investments made by the United States, Japan or European Union alone. The results show that to improve its market share in equipment and services related to the hydrogen economy, Brazil will need to increase the efforts in research, development and innovation in the area. To achieve this, resources that are already available could be used more efficiently. As an example, the use of 57 million dollars or 31% of the contingency reserves of the CT-ENERG fund from 2001 to 2007 would be enough to equal the Brazilian investments with those made by Russia or China in the Hydrogen Economy.
Subject: Hidrogênio
Investimentos
Células a combustível
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: MATOS, Maiana Brito de. Investimentos financeiros em projetos de celulas a combustivel e hidrogenio no Brasil. 2009. 97 p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenahria Mecanica, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/264118>. Acesso em: 13 ago. 2018.
Date Issue: 2009
Appears in Collections:FEM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Matos_MaianaBritode_M.pdf1.41 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.