Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/263211
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Resistencia mecanica e tenacidade a fratura do osso cortical bovino
Title Alternative: Mechanical strength and fracture toughness of cortical bovine bone
Author: Loffredo, Maria de Castro Monteiro
Advisor: Ferreira, Itamar, 1952-
Abstract: Resumo: As fraturas de ¿stress¿ são fraturas causadas pela fadiga óssea em pessoas jovens e saudáveis e que fazem treinamentos físicos rigorosos, como os chamados atletas de elite. Por essa razão, as causas para ocorrerem tais fraturas ainda são indefinidas. Sabe-se que sua fisiopatologia é caracterizada pela nucleação e propagação de micro-trincas na cortical óssea. Dessa forma, foi proposto neste estudo identificar algumas propriedades mecânicas do osso cortical que se aproximem das condições de tensão geradas nas atividades físicas. Foi, então, estudado o comportamento de uma barra retangular de osso cortical bovino no ensaio de flexão em três pontos para identificar o módulo de ruptura e o módulo de elasticidade do osso. O ensaio de tenacidade à fratura também foi conduzido por meio do ensaio de flexão em três pontos em corpos-de-prova com um entalhe usinado transversalmente ao eixo longitudinal dos espécimes. Os resultados mostraram que apesar do osso cortical ser um material mecanicamente resistente, com módulo de ruptura (MOR) médio de 227,5 MPa, ele possui níveis razoavelmente baixos de tenacidade à fratura, KIc médio de 9,6 MPa.m1/2. A análise fractográfica dos espécimes ensaiados mostrou que o osso apresenta alguns mecanismos de fratura característicos e que suas microestruturas estabelecem funções na nucleação e propagação da trinca, tornando o osso mais ou menos tenaz

Abstract: Stress fractures are caused by fatigue exercising in bones that occur in young health people who are submitted to rigorous physical training. It¿s known that its path physiology is characterized by initiation and propagation of microcracks. Thus, the purpose of this study is to identify some of the mechanical properties of cortical bone that approach to the tension conditions originated in physical activities. A rectangular beam of bovine cortical bone was then tested in three-point bending to determine the values of modulus of rupture and Young¿s modulus of bone. Fracture toughness tests were conducted in single-edge-notched specimens. Results showed that bone is a strength material, with averaged modulus of rupture of 227.5 MPa, and a low value of fracture toughness averaged in 9.6 MPa.m1/2. The fractographic analyses of tested specimens showed that bones have some characteristic fracture mechanisms during failure and its microstructures influence the initiation and propagation of cracks, making it more or less resistant to crack propagation
Subject: Ossos
Propriedades mecânicas
Resistência dos materiais
Mecânica da fratura
Fractografia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:FEM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Loffredo_MariadeCastroMonteiro_M.pdf4.61 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.